» mais
Comentar           Imprimir
Mundo
Sábado, 13 de outubro de 2018, 15h46

Jornalistas da Venezuela denunciam ameaças por informar sobre a morte do opositor


Em meio à pressão do governo de Nicolás Maduro para que a mídia não relate o agravamento da crise venezuelana, o Sindicato do Trabalhadores da Imprensa da Venezuela (SNTP, na sigla em espanhol) denunciou na quarta-feira (10) que jornalistas receberam ameaças por informar a morte do vereador de oposição Fernando Albán. “Sabemos de ameaças contra jornalistas que informaram sobre a verdade por trás da morte Fernando Albán. Estamos em estado de alerta”, publicou o SNTP no Twitter.

Albán havia sido detido na sexta-feira (5) da semana passada por vinculação ao suposto e frustrado atentado de agosto contra o presidente Nicolás Maduro. Foi preso ao chegar dos Estados Unidos e levado à sede do Serviço Bolivariano de Inteligência (Sebin). Na segunda-feira (8), o ministro do Interior, Néstor Reverol, informou que, enquanto estava na sala de espera da sede do Sebin, o vereador “atirou-se por uma das janelas das instalações, e a queda ocasionou sua morte”.

Em outra versão do suicídio, o promotor designado pelo Parlamento chavista paralelo, Tarek Wililam Saab, disse que o detido pediu para ir ao banheiro e se lançou do décimo andar do prédio. Ele também destacou que autópsia do corpo Albán revelou que “não havia evidência de maltrato físico anterior à queda”.

O Parlamento venezuelano, de maioria opositora, responsabilizou o governo do que qualificou como homicídio. O Alto Comissariado de Direitos Humanos das Nações Unidos afirmou que o caso será investigado e fará parte de um novo relatório sobre as violações de direitos humanos na Venezuela.

ANJ


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114