» mais
Comentar           Imprimir
Mundo
Segunda, 29 de abril de 2019, 12h49

Guaidó cancela ato contra Maduro e denuncia bloqueio nas ruas


.

O autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, cancelou um ato previsto em Barquisimeto, no estado de Lara (oeste do país), contra o governo de Nicolás Maduro. Por meio de seu perfil na rede social Twitter, Guaidó denunciou o bloqueio de ruas que dariam acesso ao protesto.

“Meu coração e meus esforços estão postos em nossa liberdade. Uma liberdade que o regime se esforça em apagar bloqueando a passagem e impedindo que nossa voz seja escutada, mas se esquecem que a voz de um país não pode ser silenciada”, escreveu.

“Hoje, não pudemos estar com vocês, mas valorizamos com todo o nosso coração sua espera e sacrifício, sua demonstração de que estarão com tudo nas ruas”, continuou. “Prometo que, em breve, compartilharemos não um espaço, mas todo um país cheio de liberdade, democracia e paz”, concluiu.

1º de maio
Em meio à crise política na Venezuela, opositores do governo Maduro, liderados por Guaidó, organizam uma megamanifestação para o dia 1º de maio em todo o país. A data é internacionalmente celebrada como Dia do Trabalhador.

Em uma série de publicações em sua página no Twitter, o autoproclamado presidente interino tem convocado a população para protestos que, segundo ele, podem tornar-se “a maior mobilização da história” da Venezuela.

“E, no 1º de maio, sabendo que hoje não há salário que dê conta, faremos a maior mobilização de nossa história para exigir que cesse a usurpação e por um governo de transição”, acrescentou na rede social.

No mês passado, opositores e apoiadores de Maduro saíram às ruas no país, em manifestações quase diárias que se tornaram parte do cotidiano do país. 

ABr


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114