» mais
Comentar           Imprimir
Mundo
Quarta, 05 de junho de 2019, 03h25

Nigeriano é o novo presidente da Assembleia Geral da ONU


O diplomata e académico nigeriano Tijjani Muhammad-Bande foi eleito esta terça-feira (4), por aclamação, como presidente da 74ª Sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, cujo período de trabalhos terá início a 17 de setembro.

.

O embaixador Muhammad-Bande será o segundo cidadão da Nigéria a liderar o órgão depois de Joseph Nanven Garba, que ocupou o cargo entre 1989 e 1990.

Embaixador Tijjani Mohammad Bande, recém-eleito presidente da 74ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas.
Tijjani Mohammad Bande, presidente-eleito da 74ª sessão da Assembleia Geral da ONU - ONU / Evan Schneider
Entre as prioridades para o novo mandato, o presidente-eleito mencionou o cumprimento da Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável com “enfoque na paz e segurança, na erradicação da pobreza, na Fome Zero, na educação de qualidade, na ação climática e na inclusão”.

Muhammad-Bande destacou ainda a realização da 2ª Conferência da ONU sobre os Oceanos em Lisboa, a celebração da Pequim+25 sobre a mulher e outras reuniões importantes que serão realizadas durante a nova sessão.

Alto nível
A escolha do novo presidente ocorre num momento em que são preparadas nas Nações Unidas reuniões de alto nível sobre a Ação Climática e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, mencionou que estão em preparação encontros de alto nível sobre a cobertura universal de saúde, os pequenos Estados insulares em desenvolvimento e o financiamento para o desenvolvimento sustentável.

No decorrer do mandato de Muhammad-Bande, também será preparada a comemoração do 75º aniversário da ONU, ocasião que Guterres disse esperar que seja “usada para reafirmar o valor da cooperação internacional e a visão da Carta” da organização.

Elogios
A Presidente da Assembléia das Nações Unidas, María Fernanda Espinosa, discursa durante a sessão de abertura do debate de alto nível da Assembléia Geral das Nações Unidas, no Sede da ONU em Nova York
María Fernanda Espinosa discursa durante sessão da ONU em Nova York - Jason Szenes/EFE/direitos reservados
Discursando na ocasião da eleição, a atual presidente da Assembleia Geral da ONU, a equatoriana María Fernanda Espinosa, disse que o seu sucessor “traz consigo uma carreira notável como académico e diplomata”.

Ela prometeu que, juntamente com o seu grupo de trabalho, estará à disposição de Muhammad-Bande “para garantir a melhor transição possível”. Espinosa é a quarta mulher da história a ocupar a posição mais alta do órgão.

Direitos Humanos
Durante a sessão de hoje, o chefe da ONU disse que, como nigeriano e africano, Muhammad-Bande terá uma visão inestimável sobre os desafios do continente.

Entre eles a situação no Sahel e na Bacia do Lago Chade e os desafios mundiais nos pilares da paz, desenvolvimento sustentável e direitos humanos que apoiam as Nações Unidas.

Durante a cerimónia, Gana foi sorteado como o Estado-membro que vai ocupar o primeiro assento da sala da Assembleia Geral durante as sessões e será seguido pelos restantes países em ordem alfabética. 

 

ABr


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114