» mais
Comentar           Imprimir
Esporte
Domingo, 13 de maio de 2018, 12h48

Neymar admite medo de voltar a jogar após lesão: 'tenho que superar'


.

Antes de voltar à França para a última fase da recuperação de uma fissura no quinto metatarso do pé direito, o atacante Neymar admitiu em entrevista ao ex-craque Zico, no programa De papo com Galinho, do YouTube, que está com receio de voltar aos gramados.

“A expectativa é grande (para a volta aos gramados), minha recuperação está indo bem. Sempre tem aquele medo de voltar, então eu preciso perder esse medo o mais rápido possível para chegar na Copa voando. No começo é ruim, a gente fica com medo de fazer qualquer movimento errado, então fica compensando”, afirmou o craque da Seleção Brasileira e do PSG.

Neymar disse ainda que o técnico Unai Emery já havia decidido que oele seria poupado no jogo seguinte ao da lesão contra o Olympique de Marselha, no fim de fevereiro, visando o duelo diante do Real Madrid, pelas oitavas de final da Champions League.

“Eu ia ser poupado no jogo seguinte, porque eram dois jogos importantes contra o então segundo melhor time da França (Olympique). Jogávamos contra eles na Liga, ia ter outro jogo pela semifinal da Copa da França e depois outro da Liga em que eu seria poupado. Já tinha sido conversado isso dois dias antes. Infelizmente, acabei me machucando no sábado. Esse ano foi o que eu menos joguei, porque o técnico me descansava bastante”, revelou.

Além disso, Neymar relembrou a lesão sofrida diante da Colômbia na Copa de 2014 e a conquista da inédita medalha de ouro nas Olimpíadas de 2016 após um início complicado.

“Tem o lado bom de ser o camisa 10 da seleção. Quando vence, é uma maravilha, mas quando perde é tudo em você. Tem o lado bom de ser o camisa 10 da seleção. Quando vence, é uma maravilha, mas quando perde é tudo em você. A gente tem companheiros que nos ajudam, nessa época eles me ajudaram bastante, saí machucado e foi uma fatalidade, porque foi uma chegada e me machuquei. Não foi um lance normal de futebol”, declarou.

“Queria achar um buraco. Não sabia o que fazer mais, estava ‘P’ da vida. Chegamos no hotel, fui pro meu quarto e aí veio o Renato Augusto, bate no meu quarto e eu tô lá no escuro. ‘Se você achar um buraco, acha pra mim também’, aí eu ri. Conversamos sobre tática e decidimos falar com Micale (técnico). Ele concordou e mudamos tudo”, finalizou.

OneFootball


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

O futuro político de Pedro Taques será:

Candidato a prefeito de Cuiabá em 2020
Voltar a operar na área de Direito
Não me interessa, problema dele.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114