» mais
Comentar           Imprimir
Saúde
Sexta, 03 de novembro de 2017, 13h53

Cinco unidades básicas lançadas na região sul abrangem 180 mil habitantes diretamente


Abranger os bairros mais longínquos do centro da Capital, trazendo a Prefeitura de Cuiabá para dentro das comunidades, é uma das premissas fundamentais das cinco unidades básicas de saúde lançadas na região sul ao longo dos últimos 20 dias. Com o início das obras da UBS do São João Del Rey, 180 mil habitantes serão diretamente atendidos por uma atenção básica cada vez mais próxima do cidadão.

Para o prefeito Emanuel Pinheiro, o alcance da saúde pública às extremidades da cidade imprime a certeza de que o crescimento de Cuiabá será feito de maneira ordenada e conjunta. De acordo com o gestor, aliar políticas públicas com o interesse social – através do intermédio das lideranças comunitárias – permite que as genuínas necessidades sejam sinalizadas e sanadas efetivamente.

“O trabalho de uma gestão pública, qualquer que ela seja, deve ser pautado pelas carências presentes nas regiões mais periféricas ao centro e é por isso que o município atua nas ruas da cidade. O contato com o pó que atravessa as frestas das portas e janelas dos moradores e com a fragilidade da vida humana desperta o gestor para sanar os problemas latentes com a maior presteza possível. É com esta percepção de urgência e imediatismo que direcionamos cinco das 16 unidades básicas para a região sul. Desassistida por tempo demais, a Prefeitura veio trazer o vigor para as extremidades, garantindo sua integração efetiva aos demais pontos da cidade por meio de serviços eficientes e fundamentais. Com o auxílio das lideranças comunitárias, pudemos sinalizar a demanda existente, projetando as melhorias com a chegada de novos pontos de atendimento que vão atuar de forma preventiva, coibindo consequências severas de enfermidades não diagnosticadas e tratadas a tempo. Aliado à preocupação e compromisso desses representantes, a Prefeitura estará cada vez mais presente em meio à comunidade”, afirmou.

O impacto das cinco UBS representa também um alcance majoritário dos bairros contemplados, reduzindo drasticamente a demanda. Direcionados para pontos estratégicos, os espaços ficarão alocados também nas comunidades do Parque Ohara, Nico Baracat, Itapajé/Santa Terezinha e Jockey Club. Segundo o presidente da União Coxipoense de Associações de Moradores (UCAM), José Mauricio Pereira, intervenções dessa dimensão vão ao âmago da saúde, uma das grandes angústias do município.

“O movimento comunitário tem essa preocupação de trazer para os moradores obras coletivas que atendam as demandas existentes e a sensibilidade do prefeito é uma evidência de que o município está atento aos nossos questionamentos, trabalhando em prol de cada um deles. E o nosso compromisso é acompanhar todo este processo, não apenas como agentes fiscais da comunidade, mas como parceiros que prezam pelo progresso da nossa cidade. Sabemos que para que Cuiabá cresça, é importante que as desigualdades sociais e estruturais sejam reduzidas ao máximo possível e a chegada da UBS do São João Del Rey é uma comprovação disso tudo. A Capital precisava de empenho nas unidades básicas e hoje isso é uma realidade. 180 mil habitantes que englobam a região sul sentirão na pele os benefícios do investimento na atenção primária e no diagnóstico precoce”, pontuou.

A falta de acesso rápido às unidades de saúde existentes na Capital é uma das grandes dificuldades das famílias do São João Del Rey. Segundo o presidente do bairro, Silvano Cruz, a comunidade é bem desassistida, mas a nova UBS vai redefinir a maneira como o bairro é visto. “Só aqui temos nove mil moradores que serão beneficiados diretamente. Somando às regiões adjacentes, como o Novo Milênio, Parque Mariana, Vila Nova, Osmar Cabral e Brasil 21, 15 mil pessoas serão contempladas com essa grande estrutura. Será uma mudança significativa na vida do cidadão local, que atualmente precisa recorrer à UPA Pascoal Ramos e a outro posto de saúde da família, ambos distantes de onde estamos”, falou.

A proximidade da realidade local do bairro é um grande motivo de comemoração, conforme salientou Regina Lúcia Silva, moradora do Del Rey há 21 anos. “Buscar atendimento é sempre um desafio e essa unidade básica será um alívio para todos nós, facilitando o acesso à saúde pública”, concluiu.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114