» mais
Comentar           Imprimir
Saúde
Quinta, 09 de novembro de 2017, 17h51

Pacientes aprovam primeiros 30 dias de gestão da SES no Hospital Regional de Cáceres


Pesquisa realizada pela Ouvidoria do Hospital Regional de Cáceres “Antônio Fontes” (HRCAF) revela que, em média, 99,47% dos pacientes atendidos no mês de outubro ficaram satisfeitos com os serviços prestados pela unidade estadual de saúde, referência para 22 municípios da região Oeste de Mato Grosso e também para a Bolívia.

Alguns serviços, inclusive, registraram aumento no grau de satisfação no mês de outubro em relação a setembro. A satisfação com os serviços médicos, por exemplo, subiu de 62,07% para 67,35%; de nutrição e dietética foi de 79,31% para 83,29%; e de hotelaria de 81,38% para 83,56%.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) reassumiu a gestão do Hospital Regional de Cáceres no dia 1º de outubro depois que a Congregação de Santa Catarina declarou não ter interesse em renovar contrato para continuar à frente da administração da unidade.

Nesses primeiro 30 dias sob a gestão da SES, o fluxo de cirurgias aumentou, reduzindo radicalmente o número de pacientes no corredor principal do hospital. Este fator é resultado da agilidade no atendimento do paciente desde sua entrada na unidade até a alta complexidade, cujo perfil é de urgência e emergência, reduzindo o tempo de internação e, consequentemente, os custos.

O presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste de Mato Grosso (CISOMT), professor Ronaldo Floreano, prefeito de São José dos Quatro Marcos, que já foi secretário de Saúde em seu município, reconhece as melhorias. “Vimos que não há mais pacientes pelos corredores e não tivemos nenhum incidente em relação à regulação nesses últimos trinta dias”, afirma o prefeito.

Professor Ronaldo, que foi um dos prefeitos a favor de que o consórcio assumisse a gestão do Hospital Regional de Cáceres – o que não ocorreu por conta da maioria dos gestores da região terem desistido – lembra já ter acompanhado situações dramáticas de pacientes porque houve uma demora na regulação. “Estamos otimistas com esse dinamismo empreendido pela nova gestão”.

A aposentada Maria de Lourdes Felismina, de 66 anos, foi uma das pacientes que deixou o hospital comemorando o sucesso de sua cirurgia e a satisfação com o atendimento. Ela contou que fez a primeira intervenção na mama há 17 anos, mas que o problema voltou há cinco meses.

“Assim que descobri já comecei a fazer os exames e não demorou até a cirurgia ser agendada”, relatou a paciente, que passou por uma mastectomia radical (retirada de uma das mamas). Bem-humorada, Maria recebeu alta no dia 19 de outubro e se despediu agradecendo os profissionais do hospital pelo atendimento.

Maria Gelsa Gonzaga da Silva, 57 anos, dona de casa, chegou a Cáceres no dia 29 de setembro porque sentia dores em uma das mamas que já havia passado por intervenção para retirada de um nódulo (setorectomia) em Pontes e Lacerda, onde reside.

Após consulta, passou por exames que apontaram a necessidade de nova cirurgia para retirada de um hematoma. Maria também foi operada no Hospital Regional de Cáceres na quarta-feira e já recebeu alta. Vai permanecer no município por mais nove dias e retorna para avaliação. “Graças a Deus a cirurgia foi marcada rapidamente. Fui muito bem tratada aqui, tanto pelos médicos quanto pela equipe de enfermagem”, comentou.

O Hospital Regional de Cáceres continua realizando normalmente as cirurgias oncológicas. Apenas as pequenas intervenções ambulatoriais, ainda sem diagnóstico de câncer, é que estão suspensas porque este tipo de serviço está passando por auditoria. 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114