Artigos

Infeliz o povo que depende de uma eleição
Amadeu Roberto Garrido de Paula
Nossa democracia tem solução - e não é intervenção
Fellipe Corrêa
Restaurar o futuro
Coriolano Xavier
Saúde e fake news
Luiz Evaristo Ricci Volpato
As Redes Sociais podem acabar?
João Alves Daltro
» mais
Comentar           Imprimir
Saúde
Segunda, 08 de janeiro de 2018, 17h11

Fundo Nacional de Saúde anuncia mudanças na movimentação de recursos; CNM orienta gestores


Os gestores municipais terão que realizar uma série de ações para movimentar os recursos da Saúde. O anúncio foi feito nesta segunda-feira, 8 de janeiro, pelo Fundo Nacional de Saúde (FNS), responsável pelos repasses fundo a fundo aos Municípios. A partir da próxima quarta-feira, 10 de janeiro, os recursos passam a ser enviados para duas contas. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) informa sobre essas alterações.

O FNS informou que a nova conta vinculada ao cofinanciamento Federal das Ações e Serviços Públicos de Saúde, no âmbito da Portaria 3.992/2017, foi aberta no dia 5 de janeiro. A partir dessa data, os repasses financeiros passam a ser realizados apenas nessa nova conta, que está vinculada ao Bloco de Custeio das Ações e Serviços Públicos de Saúde. A CNM lamenta que informações tão importantes tenham sido veiculadas faltando pouquíssimos dias para o primeiro repasse já nas novas regras dos blocos de financiamento.

O entendimento da entidade é no sentido de que esses avisos deveriam ter sido feitos ainda no mês de dezembro de 2017. Nesse sentido, a Confederação lembra que, caso a conta não seja regularizada, o gestor local de saúde não poderá movimentar os recursos creditados, o que inviabilizaria, por exemplo, a realização de pagamentos. Com isso, o prazo esse procedimento será de até cinco dias úteis contados a partir da data de abertura da nova conta corrente, ou seja, até a próxima sexta-feira, 12 de janeiro.

Orientações

A CNM destaca que os saldos existentes nas contas correntes, inclusive em aplicações financeiras anteriores à vigência da Portaria 3.992/2018, poderão ser transferidos para a nova conta, desde que observadas as condições previstas nessa Portaria, ou serem utilizados por completo até o zeramento das contas.

Esse procedimento deve ser acompanhado pelo gestor local de saúde, pois o zeramento dos saldos é condição obrigatória para que as contas antigas sejam encerradas pelas Instituições Financeiras, sem deixar pendências em nome do fundo de saúde. Informações adicionais estão disponíveis no Portal ou pelo comunicado do FNS.

Informações adicionais estão disponíveis no Portal ou pelo comunicado do FNS.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114