» mais
Comentar           Imprimir
Saúde
Terça, 10 de abril de 2018, 18h33

Projeto social Saudarte promove mais um dia de alegria e descontração


.

A equipe do Saudarte, projeto criado pelas Secretarias de Estado de Cultura e de Saúde, esteve no Hospital Metropolitano de Várzea Grande nesta segunda-feira (09.04) realizando mais uma visita aos pacientes da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e enfermarias que se encontram internados na unidade, levando alegria e cultura também aos acompanhantes.

O projeto conta com o apoio voluntário de personagens do mundo cultural do estado de Mato Grosso, promovendo a valorização dos nossos artistas, que abraçam uma boa causa. Em sua primeira participação no projeto, o professor Luiz Renato de Souza Pinto, que trabalha com teatro e produz crônica e literatura poética e romântica, externou sua satisfação por ter sido convidado a participar da ação. “Quando fui chamado para participar desse projeto, eu topei na hora, porque acho que é uma coisa muito importante essa parte de socializar um pouco de arte para essas pessoas que aqui estão mais isoladas”, observou Luiz Renato.

Luiz recitou poemas e leu algumas de suas obras para ao pacientes da UTI, em especial para um paciente que está internado há quase um ano por apresentar problemas respiratórios. Natural de Santo Antônio do Leverger e com dificuldades para falar, mas sorridente, ele contou que sente saudade de comer um peixe, o que acabou virando temática das obras que ouviu.

 

Este paciente também ganhou uma pintura de um peixe, feita sob seus olhos pelo artista plástico cuiabano Valques Pimenta e que ficará decorando seu leito. Valques iniciou sua vida artística e ações sociais aos 15 anos e em maio estará em Paris, França, fazendo a exposição de sua obra “Casamentos em Paris”. Ele também comentou que vivenciou recentemente a dolorida experiência de perder entes queridos, entre eles a irmã mais nova, e que sentiu na pele inclusive o que as famílias dessas pessoas que se encontram internadas passam. “Fiquei uns cinco meses visitando a UTI, acompanhei meu pai também, que não conseguiu sair, então eu sei o sentimento da pessoa que está lá dentro e das pessoas que estão sofrendo junto, como família”, contou o artista plástico.

Para Valques, a iniciativa tem um grande valor social. “O projeto veio para, pelo menos, tentar aliviar a dor, porque essas situações mexem muito com o emocional, o que nos deixa muito triste. Então um pouquinho de atenção, de alegria é muito bom. É igual aquela pessoa que perde um parente e precisa de um abraço, às vezes um abraço é tão bom, a pessoa precisa e não consegue ter isso, então a gente ajuda a melhorar o emocional desses pacientes e das pessoas que estão acompanhando”, finalizou Valques.

Trabalhando na no setor de UTI do Metropolitano, a enfermeira Adimar Ferreira da Silva concordou com o artista plástico: “É visível a alegria e gratidão desses pacientes por esse momento de alegria, vendo o sorriso estampado no rosto deles. E com certeza isso ajuda significativamente para uma busca por melhoria em seu estado de saúde”.

 

Na ocasião, a equipe visitou também a ala feminina da enfermaria, onde a interação foi ainda maior, e após as apresentações, os artistas receberam uma salva de palmas pelas ações e pela iniciativa. O senhor José da Costa, que está acompanhando a sua esposa desde a última sexta-feira, conversou bastante com os artistas, trocando informações sobre poesia e outros temas. “É uma iniciativa importante, que traz um momento de descontração, e cada dia mudam as pessoas aqui, com quem a gente cria novos laços, novas amizades. Fomos bem acolhidos aqui no hospital, estamos sendo muito bem tratados e bem atendidos. E essas ações trazem mais vida para nós, mais esperança e até mesmo mais conhecimento, em diversas áreas, tanto para família como paciente, e que ficam registradas”, elogiou com entusiasmo seu José.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114