» mais
Comentar           Imprimir
Saúde
Quarta, 11 de abril de 2018, 11h53

Cuiabá vai sediar 1ª Oficina sobre Mulher Trabalhadora Que Amamenta


Para promover o direito à amamentação materna no ambiente de trabalho para as mães que trabalham, será realizada em Cuiabá a 1ª Oficina Mulher Trabalhadora Que Amamenta, entre os dias 24 e 26 de abril, na Escola de Saúde Pública do Estado (ESPMT).

O evento é organizado pela Superintendência de Atenção à Saúde, por meio das equipes de Promoção do Aleitamento Materno e de Alimentação e Nutrição da Coordenadoria de Promoção e Humanização da SES/MT, em parceria com as Coordenações Gerais de Saúde da Criança e Aleitamento Materno e de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, e a Sociedade Brasileira de Pediatria.

A Oficina começará no dia 24, às 15h30, no Auditório da ESPMT, e será aberta ao público em geral e, especialmente, às mães trabalhadoras e aos profissionais com experiência na área do aleitamento materno e com perfil de liderança. Haverá apresentação dos filmes "Sala de Apoio à Amamentação", do Ministério da Saúde e "Campanha Licença Maternidade - 6 meses, é melhor!", da Sociedade Brasileira de Pediatria, e a apresentação da experiência do Hospital São Luiz, de Cáceres, na implantação da "Sala Dourada", que é uma Sala de Apoio à Amamentação.

A programação nos dias 25 e 26 de abril contemplará capacitação para 24 profissionais com experiência em aleitamento materno, selecionados pela SES/MT. São técnicos e que trabalham na própria SES/MT e nas secretarias municipais de Saúde de Cuiabá e de Várzea Grande, em Bancos de Leite, além dos servidores dos Escritórios Regionais de Saúde de Cáceres, Rondonópolis e da Baixada Cuiabana.

De acordo com Rodrigo Carvalho, da Equipe de Promoção do Aleitamento Materno (EPAM), da SES/MT, os profissionais inscritos são sensibilizados e com experiência em aleitamento materno e, por essa razão, vão receber capacitação para atuar como tutores para a execução estratégica da PNAM (Política Nacional de Alimentação e Nutrição) as quais se fundamentam na Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil. “Esses futuros tutores vão auxiliar o Estado no trabalho de sensibilizar empregadores no seu papel de chefias – sejam públicos, sejam privados ou empresas mistas – informando-os da importância da manutenção da amamentação e do leite materno para o (a) filho (a) da trabalhadora”, salientou Rodrigo Carvalho.

Durante a oficina, os técnicos do Ministério da Saúde vão abordar temas sensíveis à promoção do aleitamento materno como a importância da extensão da licença-maternidade para seis meses, a criação de creche no local de trabalho e facilidades que empregadores podem oferecer para a promoção da amamentação, como a criação da Sala de Apoio à Amamentação na empresa, além de conhecimentos em legislação trabalhista que preveem benefícios à maternidade no trabalho, estudos de casos clínicos sobre amamentação, passo a passo para se montar a Sala de Apoio à Amamentação. Os futuros tutores participarão de visita pedagógica às empresas selecionadas para complementar o aprendizado sob a supervisão de técnicos do Ministério da Saúde.

A estratégia Mulher Trabalhadora que Amamenta é mais uma ação de promoção, proteção e apoio do aleitamento materno às mulheres, os bebês, familiares e rede social de apoio.

Para mais informação sobre a 1ª Oficina “Mulher Trabalhadora Que Amamenta”, manter contato com a Equipe de Promoção do Aleitamento Materno (EPAM), na Coordenadoria de Promoção e Humanização da Saúde (COPHS) da Superintendência de Atenção à Saúde (SAS).

Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso - SES/MT, telefone (65) 3613-5415.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114