Artigos

Infeliz o povo que depende de uma eleição
Amadeu Roberto Garrido de Paula
Nossa democracia tem solução - e não é intervenção
Fellipe Corrêa
Restaurar o futuro
Coriolano Xavier
Saúde e fake news
Luiz Evaristo Ricci Volpato
As Redes Sociais podem acabar?
João Alves Daltro
» mais
Comentar           Imprimir
Saúde
Quinta, 07 de junho de 2018, 14h22

Hemobus estaciona na Seduc e governador incentiva servidores a doarem sangue


Mayke Toscano
.

O ônibus do MT Hemocentro, chamado de Hemobus, está estacionado nesta quinta-feira (07.06) na Secretaria de Estado de Educação (Seduc). O governador Pedro Taques esteve no local, doou sangue e incentivou os servidores a fazerem o mesmo.

De acordo com a diretora-geral do Hemocentro, Silvana Salomão, a iniciativa é uma forma de comemorar o Junho Vermelho, que busca incentivar a doação de sangue, e poderá ser realizada todos os anos nos órgãos do Centro Político Administrativo, em Cuiabá.

“Ontem [quarta-feira (06.06)] estivemos na Secretaria de Gestão (Seges), onde tivemos 30 voluntários e 16 bolsas de sangue foram colhidas. Hoje estamos na Seduc e amanhã [sexta-feira (08.06)] voltaremos à Seges. Nosso objetivo é criar o costume da doação de sangue junto aos servidores”, contou Silvana.

O professor de Educação Física, Justino de Souza Filho, foi o primeiro servidor da Seduc a fazer a doação e disse que ter o Hemobus no local de trabalho facilita a prática, pois não é necessário que o funcionário se desloque até o Hemocentro.

“Sou doador há muitos anos já e essa iniciativa nos anima ainda mais, além de incentivar que outros comecem a fazer a doação periodicamente”, comentou o servidor.

Logo após a doação, o governador Pedro Taques pediu que os demais funcionários da Seduc fizessem o mesmo. “Não doeu nada, foram 450 mililitros de sangue, em cinco minutos e meio, e é importante porque cada bolsa de sangue doada vai ajudar a quatro pessoas. É um ato de doação, precisamos fazer isso e o Hemocentro sempre precisa de voluntários”, disse Taques.

 

Quem pode doar

Qualquer pessoa com mais de 18 anos e menos de 69, portando documento com foto e estando em boas condições de saúde pode doar sangue e salvar vidas. O ideal é o interessado ir até o local de doação e passar por uma triagem. Para ser doador também é necessário não ter tomado vacina nos últimos 30 dias. Aconselha-se que tenha feito uma refeição pelo menos duas horas antes da doação.

Hemobus

Por semana são cerca de três a quatro coletas externas. O motorista desloca o ônibus às 5h30 até o local de coleta agendada; e às 17h retorna com o ônibus para o pátio do MT Hemocentro. Enquanto isso, o outro veículo de suporte transporta as bolsas de sangue até o setor de produção do MT Hemocentro a cada período do dia de trabalho.

O doador é atendido pela recepcionista que faz o cadastramento, depois passa por uma pré-triagem, por uma triagem clínica mais rigorosa que é realizada por uma médica e é essa profissional quem autoriza a doação de sangue; após a doação, o doador fica em observação por alguns minutos enquanto toma um lanche que faz parte do procedimento padrão de doação de sangue.

Para o agendamento da coleta externa são seguidos alguns critérios. Uma equipe técnica avalia as condições do espaço e da segurança do local, o fornecimento de energia, sanitários para o uso da equipe do ônibus, refeitório e internet para a realização de consulta de dados do doador quando do seu cadastramento.

O sangue coletado pelo Hemobus é processado no MT Hemocentro e é distribuído para os hospitais públicos e para os prontos-socorros de Cuiabá e Várzea Grande. O agendamento de visita técnica pode ser feito pelo telefone (65) 3623-0044, das 07h30 às 17h30 de segunda a sexta-feira.

 

Hemocentro

A unidade fixa do MT Hemocentro, localizada na Rua 13 de Junho, Bairro do Porto, em Cuiabá, tem uma média diária de até 120 coletas de sangue; enquanto que o Hemobus coleta o equivalente a 30% da capacidade diária da unidade fixa.

Com essa produção extra, o Banco de Sangue Público consegue manter o seu estoque fora do limite de risco de desabastecimento, explicou a diretora. “O retorno é muito bom e já não estamos mais no nível critico, como antes”, afirmou Silvana Salomão.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114