» mais
Comentar           Imprimir
Saúde
Segunda, 21 de janeiro de 2019, 08h51

Hospital Geral avança na área de Segurança do Paciente e reduz infecções na UTI




O Hospital Geral e Maternidade de Cuiabá (HG), em oito meses conseguiu reduzir 16,39% da incidência de casos de infecções em pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Esse é um dos dados positivos que já resulta da implantação do projeto 'Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil', do Ministério da Saúde (MS).

 

.



O projeto visa aumentar a segurança e diminuir as taxas de infecção relacionadas à assistência da saúde nos hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS). A meta é que em 18 meses os hospitais reduzam os casos de incidências de infecções em 30% e em três anos chegue a 50%.

 

A médica visitadora da UTI do HG, Bárbara Reginato Gumiero Leão explica que o projeto está em andamento desde 2017 e será encerrado em 2020, tendo como objetivo principal a redução de incidências de infecções e salvar cerca de 8.500 vidas.

 

"Isso mostra que o HG está seguindo os mesmos protocolos e indicadores propostos pelos hospitais de excelência, tem como supervisor e orientador o Hospital Sírio Libanês (SP), que capacita e monitora todo o trabalho da equipe do Hospital Geral", destaca a médica.

 

Bárbara ressalta que o Hospital Geral nos três primeiros meses de implantação do projeto, os pacientes da UTI não tiveram nenhuma infecção de corrente sanguínea relacionada ao cateter venoso. Além disso, ficou cinco meses mantendo uma variável de zero a duas pneumonias associada à ventilação mecânica e seis meses consecutiva com nenhuma infecção de trato urinário relacionado a cateter vesical.

 

O diretor técnico do HG, Alexandre Maitelli explica que o sucesso da diminuição das infecções hospitalares se dá fundamentalmente por meio do comprometimento das equipes na realização das ações que compete aos pacotes de medidas de prevenção (Bundle).

 

"Projetos como esses são de extrema importância para as unidades de saúde. Além de promover o compartilhamento de informações, eles trazem noções capazes de transformar atitudes e conduzir a melhoria de cenários adversos. Ou seja, muito mais do que os recursos disponíveis, quem faz a diferença são as pessoas", afirma o diretor.

 

O coordenador de enfermagem do HG, Enzio Luiz Borba Poleto, informa que a instituição conta com o Núcleo de Segurança do Paciente (NSP) e todos os profissionais trabalhavam para evitar as infecções no hospital. Além disso, os profissionais da instituição foram muito bem orientados pela equipe do Hospital Sírio Libanês, que é referência para o HG. "Com pequenas coisas que nos ensinaram, conseguimos reduzir e muitas vezes zerar os casos de infecção, mesmo com todas as dificuldades".

 

O projeto

O projeto envolve 119 hospitais com unidades de terapia intensiva do adulto (UTI-A) do Sistema Único de Saúde - SUS, escolhidas a partir de processo seletivo que ocorreu em 2017.

 

O projeto 'Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil' é realizado pelo Ministério da Saúde, através do Programa de Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS).

 

O Proadi é desenvolvido em parceria com o Institute for Healthcare Improvement e com os cinco hospitais de excelência que são: Hospital do Coração (HCor), Hospital Moinhos de Vento, Hospital Albert Einstein, Hospital Sírio Libanês e Hospital Oswaldo Cruz. Ele tem como objetivo orientar os profissionais de saúde dos 119 hospitais selecionados quanto às melhores práticas para o cuidado da segurança do paciente nos hospitais que atendem ao Sistema Único de Saúde.

 

Os gastos com tempo de permanência do paciente nos leitos e com a utilização de insumos também devem apresentar queda de R$ 1,2 bilhão, conforme previsão. A duração do projeto é de três anos nos 119 hospitais escolhidos e o investimento total será de R$ 17 milhões em isenção fiscal.

Segundo o Ministério da Saúde (MS), a partir de 2020 os hospitais com melhores resultados serão preparados e formarão os novos hubs, replicando o conhecimento adquirido durante a fase de implementação em outras UTI's a partir de 2021.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114