» mais
Comentar           Imprimir
Saúde
Terça, 16 de abril de 2019, 13h32

Alta taxa de ocupação dos Hospitais Regionais reduz transferências para Capital


.

Nos três primeiros meses de 2019, a taxa de ocupação das unidades hospitalares administradas pelo Governo do Estado foi de cerca de 90% – índice considerado alto. Devido ao resultado, o número de transferências de pacientes para os hospitais de Cuiabá foi avaliado como reduzido.

Na última avaliação do Hospital Regional de Sorriso, por exemplo, a ocupação na unidade hospitalar chegou a 118%. Foram realizados de 5.331 atendimentos no primeiro trimestre do ano, destes, 1.264 configuram como procedimentos cirúrgicos.

A secretária de Gestão Hospitalar, Deisi Bocalon, enfatizou que o levantamento foi realizado pela equipe de gestores da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT).

“Desde o início da atual gestão, o setor tem intensificado a realização das cirurgias. A expressiva maioria dos Hospitais Regionais – que têm o perfil de urgência, emergência e traumas – operam com uma taxa de ocupação superior a 85%; por isso, a quantidade de pacientes encaminhados para a Capital tem sido mínima e restrita aos procedimentos que realmente não são realizados nas unidades hospitalares do Estado”, pontuou a gestora.

Atualmente, o Estado de Mato Grosso responde por 10 Hospitais Regionais. Destes, sete (Colíder, Cáceres, Alta Floresta, Sorriso, Várzea Grande, Rondonópolis e Sinop) são geridos diretamente pela SES-MT e três (Água Boa, Barra do Bugres e Peixoto de Azevedo) administrados por Consórcios Intermunicipais.

 

O levantamento de atendimentos do Consorcio Intermunicipal de Saúde do Médio Araguaia, com sede em Água Boa e atendimento a mais de 11 municípios, registrou 1.174 internações e 651 cirurgias de janeiro a março. Os Hospitais Regionais de Sorriso, Colíder, Alta Floresta, Sinop, Rondonópolis, Cáceres e Metropolitano de Várzea Grande realizaram, no primeiro trimestre, um total de 39.041 atendimentos entre os serviços de internações, cirurgias e ambulatório médico.

Ainda conforme destaca a secretária adjunta, em menos de dois meses, a atual gestão estadual interveio em duas unidades – de Rondonópolis e Sinop –, anteriormente administrados por uma Organização Social de Saúde (OSS).

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114