Cuiabá | MT 04/12/2021
Saúde
Quarta, 04 de agosto de 2010, 17h41

Várzea Grande espera vacinar 23 mil crianças contra a Poliomielite


A segunda etapa da Campanha Nacional contra Poliomielite já está sendo preparada pela Superintendência Técnica e Diretoria de Vigilância em Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde de Várzea Grande (SMS/VG). As doses começam a ser dadas a partir do dia 14 deste mês em todas as unidades de saúde do município.

Várzea Grande disponibilizará 23 mil doses da vacina, e devem ser imunizadas crianças menores de cinco anos, meta recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), de forma a contribuir efetivamente para manter o Brasil na condição de país certificado e livre da poliomielite.

Conforme a diretora de Vigilância em Saúde, Marta Frison, a meta é imunizar 95% das crianças menores de cinco anos de idade, o que corresponde a (21.044 crianças do município). “Vale reforçar que, aquelas crianças que já foram vacinadas anteriormente, devem receber o reforço da dose”, alerta.

No dia 14 será o dia D da vacinação além das unidades de saúde, 38 escolas também estarão realizando a vacinação. Marta explica que além da vacina contra poliomielite, também será administradas outras vacinas, ou seja, todas as aquelas que as crianças menores de cinco anos têm direito. “Vale reforçar que a campanha será estendida durante trinta dias após a data de início”, reforça Marta.

Serviço: A poliomielite é uma doença contagiosa e, na forma mais grave, pode levar a seqüelas permanentes. A facilidade de movimentação das pessoas de um lugar para outro no mundo favorece a disseminação desse vírus, que pode ser reintroduzido em um país que já não apresenta mais casos.

 

Para impedir que isto ocorra, o país tem que se proteger, criando um bloqueio e isto só é possível por meio de altas coberturas vacinais de rotina e de campanhas de vacinação em massa da sua população alvo. Por isso mesmo a criança que esteja com a caderneta de vacinação atualizada, deve receber a vacina para colaborar com o bloqueio.

 

Todos os anos, desde 1980 o Ministério da Saúde promove duas etapas da Campanha Nacional de Vacinação contra a poliomielite. A ação intensiva para combate da doença já dura 29 anos. O último caso de pólio no Brasil foi registrado em 1989, no município de Souza, na Paraíba. Desde setembro de 1994, a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) conferiu o certificado de erradicação do poliovírus selvagem nas Américas.

Até a década de 70, antes das campanhas nacionais, registrava-se cerca de dois mil casos da doença por ano no Brasil.




Busca



Enquete

Com Emanuel afastado, o vice Stopa traz recursos do governo Mauro. O que você acha?

Com Stopa Cuiabá só tem a ganhar
Emanuel fazia birra e Cuiabá perdia
Mauro poderá fazer muito mais por Cuiabá com Stopa
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114