» mais
Comentar           Imprimir
Saúde
Domingo, 16 de outubro de 2011, 16h08

Suplementos de vitamina E podem aumentar risco de câncer de próstata


A ingestão diária de uma dose de vitamina E pode aumentar em até 20% as chances de câncer de próstata, diz um estudo feito por cientistas da Cleveland Clinic, nos Estados Unidos, e publicado na revista especializada em saúde Journal of the American Medical Association. Antes, a suplementação de vitamina E era considerada uma maneira de prevenção contra o câncer de próstata.

O estudo durou 10 anos e contou com a participação de 35 mil homens de 50 anos ou mais de idade. Eles foram divididos em três grupos. O primeiro recebeu doses diárias de vitamina E. O segundo recebeu suplementação de vitamina E e selênio, mineral que também é considerado um aliado contra tumores na próstata. O último grupo foi usado como controle e recebeu apenas placebo. Antes de analisar os resultados, os cientistas levaram em conta o estilo de vida e fatores que poderiam aumentar as chances da doença, como alimentação e histórico familiar.

Durante a pesquisa, os especialistas observaram que os suplementos não tinham efeito protetor e que a vitamina E poderia causar o efeito contrário ao desejado, aumentando os riscos de câncer. Esse aumento não é alarmante, principalmente quando se olham os números absolutos: 620 dos pacientes que tomavam vitamina E desenvolveram tumores de próstata, contra 529 dos que tomavam apenas placebo - cada um desses grupos tinha mais de nove mil voluntários.

No entanto, apesar da diferença pequena, as análises estatísticas conduzidas pelos pesquisadores mostram que o efeito negativo do suplemento de vitamina E é real -diferentemente do que acontece com os suplementos de selênio ou o suplemento combinado, por exemplo.

Os autores do estudo alertam, no entanto, que a vitamina E ainda deve ser adquirida pela alimentação, uma vez que traz vários benefícios ao organismo, como ação antioxidante, proteção da fertilidade e melhora nas funções das células musculares. Exemplos de alimentos que são fonte desse nutrientes são: avelã, amêndoas, gérmen de trigo e óleos vegetais.

Suplementos vitamínicos

Mesmo que sejam de vitaminas, os suplementos ingeridos em grande quantidade podem trazer muitos problemas ao corpo, fazendo com que toda a suplementação não tenha efeito ou, em alguns casos mais graves, provoque um efeito contrário. Esse problema é denominado hipervitaminose. "Por mais paradoxal que possa parecer, o excesso de vitaminas no organismo pode causar desiquilíbrios metabólicos e levar aos mesmos prejuízos da falta de vitaminas", alerta o nutrólogo Roberto Navarro. O especialista apontou efeitos do excesso de algumas vitaminas bastante consumidas.

Vitamina A: pode levar ao ressecamento da pele, deixando-a propensa a fissuras labiais, além de dores ósseas e nas articulações, cefaleia, tonturas, náuseas, queda dos cabelos, lesões no fígado e parada do crescimento.

Vitamina B12: Pode levar a uma vasodilatação periférica, queda na frequência respiratória, convulsões, podendo levar à óbito por paralisia do centro respiratório.

Vitamina D: Tem papel importante na fortificação dos ossos, pode causar a calcificação de vasos sanguíneos e levar a arteriosclerose, se combinada ao excesso de cálcio no sangue.

Vitamina E: Pode alterar a coagulação sanguínea, aumentando a chance de tromboses e o entupimento dos vasos sanguíneos por coágulos.
 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114