» mais
Comentar           Imprimir
Agronegócio
Quarta, 08 de novembro de 2017, 08h37

Compostagem é apresentada a visitantes estrangeiros


Nos dias 31 de outubro e 01 de novembro especialistas da Dinamarca, Espanha, França, Holanda e Suécia e pesquisadores brasileiros e representantes do varejo e indústria nacionais participaram do Seminário Sem Desperdício. Parte da programação incluiu uma visita ao Rancho SFP, Vegetais Processados e Higienizados, localizado em Teresópolis (RJ), onde foi apresentado o processo de compostagem.

.

O rancho tem clientes como o Delírio Tropical, Gula Gula, KFC, Pizza Hut, Balada Mix e Viena. Diariamente são de 5 a 6 toneladas de resíduo vegetal, somado a esterco de cavalo e galinha produzidos pela propriedade ou recebido dos fornecedores do rancho, esses resíduos derivados do processamento de alimentos vira compostagem e, em seguida, retorna à horta do próprio sítio.

Os aproximadamente 20 visitantes conheceram o histórico da parceria da Embrapa com o SFP, que começou em 2010. “Quando é feito o pré-processamento, a fim de vender os produtos para os restaurantes, é gerado muito resíduo”, conta o pesquisador Caio Teves, da Embrapa Solos (Rio de Janeiro-RJ). “O pessoal do rancho nos procurou para fazer a compostagem desses resíduos e, também, principalmente, porque, na época, eles buscavam uma conversão para a agricultura orgânica, procurando produzir o próprio composto, que antes era comprado”.

Caio apresentou a técnica utilizada na propriedade, das leiras estáticas, suas características e os cuidados necessários. Inclusive o Rancho SFP pretende registrar seu próprio fertilizante orgânico. “Nossa intenção é que a propriedade vire um polo de difusão de tecnologia”, planeja Teves. “Também queremos desenvolver um fertilizante que seja melhor do que há no mercado, com mais nitrogênio, talvez sob a forma de granulação. Estamos estudando técnicas para evitar a perda de nitrogênio durante a compostagem, o que vai diminuir a contaminação dos rios”, diz Teves.

O Seminário Sem Desperdício faz parte de um projeto aprovado pela plataforma Diálogos Setoriais, parceria estratégica entre União Europeia e Brasil para favorecer o intercâmbio de conhecimentos, experiências e melhores práticas sobre temas de interesse mútuo, e foi enquadrado na categoria Top-Down por se tratar de área prioritária e de diálogo político de alto nível entre os governos envolvidos.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114