» mais
Comentar           Imprimir
Agronegócio
Quinta, 09 de novembro de 2017, 01h37

Cultivo seguro de hortaliças é tema de curso


O cultivo de hortaliças em sistemas de plantio direto é tema de curso que a Embrapa Amazônia Oriental realiza nesta quinta-feira (09) na sede da instituição, em Belém. Trinta e cinco participantes estão confirmados, entre técnicos da extensão rural pública e privada, produtores e estudantes. O curso é aberto ao público e gratuito.

.

O conteúdo do curso envolve a apresentação dos conceitos e a prática de preparo de área para plantio direto de alface, sob a orientação do pesquisador Nuno Rodrigo Madeira, da Embrapa Hortaliças (DF). Essa técnica de plantio protege o solo contra erosão, contra ervas daminhas e mantém a umidade do solo. A engenheira agrônoma Mazillene Borges, da Embrapa Amazônia Oriental (PA) explica ainda que nos plantios convencionais a ação da chuva pode levar à contaminação da hortaliça pelo esterco, por exemplo. “Com a técnica de plantio direto a planta fica livre dessa contaminação, pois o solo fica encoberto”, completa.

A região metropolitana de Belém produz hortaliças folhosas, como alface, coentro, cebolinha, couve, entre outras, sendo toda a produção voltada apara o consumo interno. O desafio desse trabalho, segundo a analista, é a disponibilidade no mercado local das sementes de gramíneas para o plantio direto. O assunto também vai ser debatido entre os participantes, que são integrantes dessa cadeia produtiva.

Projeto – O curso faz parte do projeto de transferência de tecnologia “Capacitação em cultivo de hortaliças livres de contaminação química e biológica”, liderado pela Embrapa Hortaliças, no Distrito Federal. O objetivo é promover boas práticas agrícolas que propiciem a colheita de alimentos seguros. O projeto iniciou em abril deste ano e é a primeira ação na região Norte.

Para conhecer essa e outras ações com o cultivo de hortaliças, visite aqui a página da Embrapa Hortaliças.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114