» mais
Comentar           Imprimir
Agronegócio
Sábado, 11 de novembro de 2017, 06h56

Embrapa cria cursos de ensino à distância para pecuária de leite


A Embrapa Gado de Leite, uma das unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, lançou a sua modalidade de ensino à distância (EAD). O E@D-Leite, como é chamado, já disponibiliza dois cursos realizados integralmente on line: Silagem de capim e Silagens de milho e sorgo. Um terceiro curso estará disponível a partir de primeiro de dezembro (Amostragem, coleta e transporte de leite).

.

Os cursos de silagens de capim e milho e sorgo têm carga horária de 30 e 40 horas, respectivamente. Ambos abordam os principais aspectos da produção de silagem como dimensionamento de silos, cálculo de produção da silagem, aditivos, avaliação e fornecimento do material ensilado etc. O curso de amostra, coleta e transporte de leite trata dos procedimentos necessários para garantir que a qualidade do leite obtida na propriedade chegue até a indústria.

A pesquisadora da Embrapa que coordena o E@D-Leite, Rosângela Zoccal, diz que os cursos são voltados principalmente para técnicos da extensão rural e produtores, mas que qualquer pessoa interessada na atividade pode participar. Segundo ela, o ensino à distância é uma realidade cada vez mais presente no meio rural. “A internet chegou ao campo e o produtor está cada vez mais conectado. Em Minas Gerais, por exemplo, 94% dos fazendeiros já possuem telefone celular”, diz Rosângela. Segundo a pesquisadora, a procura pelos cursos tem sido grande, mesmo sem que fosse feito qualquer trabalho de divulgação, além do site da instituição.

Outros três cursos devem estar disponíveis no próximo ano, um sobre qualidade do leite e dois relativos a melhoramento genético, abordando estruturação zootécnicas, raças leiteiras, técnicas de reprodução e escolha de reprodutores. Todos os cursos do E@D - Leite contam com pesquisadores da Embrapa entre os tutores, além de uma equipe de analistas para prestar suporte técnico. Cada curso fica no ar de 20 a 30 dias e as inscrições para novas turmas abrem cinco dias após o término.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114