» mais
Comentar           Imprimir
Agronegócio
Domingo, 12 de novembro de 2017, 18h13

I CLBHort promove debates sobre inovação na horticultura entre pesquisadores do Brasil e de Portugal


Além da língua em comum e da ancestralidade luso-brasileira que representam um pano de fundo para ações de cooperação político-diplomáticas, agora foi a vez da área tecnocientífica dos dois países ganhar mais uma vertente. Tendo como tema central “Inovação ao Serviço dos Negócios”, foi realizado em Portugal o I Congresso Luso-Brasileiro de Horticultura – CLBHort 2017, evento que reuniu em Lisboa professores e pesquisadores portugueses e brasileiros, no período de 01 a 04 de novembro último, para estabelecer intercâmbio de conhecimentos e experiências no setor hortícola de ambas as nações.

.

“O evento terá lugar a cada dois anos, alternando entre Brasil e Portugal, dessa forma o próximo CBLHort será realizado no Brasil, mais precisamente na cidade de Goiânia (GO)”, adianta o pesquisador e chefe-geral da Embrapa Hortaliças (Brasília-DF) Warley Nascimento, que irá presidir o segundo congresso.

Segundo ele, que proferiu palestra subordinada ao tema “Material propagativo de espécies hortícolas – avanços e desafios futuros”, no debate que seguiu o seu pronunciamento foram avaliados os principais fatores que condicionam a produção e a qualidade dos materiais propagativos e os desafios enfrentados pelos produtores. “Foi uma grande oportunidade de mostrar o que estamos desenvolvendo nessa área e conhecer as experiências vivenciadas em Portugal”, avalia Nascimento.

A discussão, de acordo com o pesquisador, também incluiu tópicos relevantes como a legislação existente no Brasil, em Portugal, assim como no resto da Europa, como também as perspectivas neste mercado, tanto a médio como a longo prazos, o que permitiu estabelecer comparações, “conhecimentos que irão propiciar importantes subsídios aos próximos diálogos participativos dos futuros congressos”.

Além do chefe-geral, participaram do I CBLHort os pesquisadores Alexandre Morais e Ricardo Borges, que atuam nas áreas de Melhoramento Genético e de Fitopatologia, respectivamente.

INSTITUIÇÕES PROMOTORAS

Assinam o evento a Associação Portuguesa de Horticultura (APH), em parceria com a Associação Brasileira de Horticultura, o Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa (ISA-Lisboa) e a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114