» mais
Comentar           Imprimir
Agronegócio
Sexta, 10 de agosto de 2018, 08h36

Seminário Agropecuária Sustentável na Amazônia acontece dia 29/8 em Porto Velho


O que há de mais atual e inovador para o desenvolvimento de uma agropecuária mais sustentável, do ponto de vista técnico, econômico e ambiental, será apresentado durante o Seminário de Agropecuária Sustentável na Amazônia, que acontecerá no dia 29/8, no auditório da Embrapa Rondônia, na BR 364, Km 5,5, Porto Velho - RO. As vagas são limitadas, mas as inscrições são gratuitas e podem ser realizadas no endereço eletrônico bit.ly/2MvHYCX. Mais informações pelo telefone (69)9 9610-0555 (WhatsApp). O público alvo são estudantes, técnicos extensionistas e produtores rurais.

Os assuntos que serão tratados no evento atendem demandas atuais dos mercados da carne e do leite bovinos. Com o tema Inovações Tecnológicas para Sistemas Integrados, o Seminário reunirá especialistas renomados na área. Os destaques serão a marca-conceito Carne Carbono Neutro – CNN e o Aplicativo Arbopasto. A CCN é um assunto atual e estratégico para transformar o mercado nacional e internacional da carne bovina. A produção de carne sob o conceito CNN é realizada em sistemas integrados, com pastagens na presença de árvores, e a partir de um manejo adequado do pasto, o que torna possível estocar carbono no solo e permite reduzir ou mitigar as emissões de gases de efeito estufa, principalmente o metano, pelos animais.

Para auxiliar na introdução do componente arbóreo nesses sistemas, em breve, produtores e técnicos terão à disposição o Aplicativo Arbopasto, que disponibilizará informações de 51 espécies arbóreas com potencial para arborização de pastagens de forma fácil e rápida. “Será a primeira vez que os pesquisadores responsáveis pelo desenvolvimento do Aplicativo Arbopasto irão mostrar a tecnologia. A ideia é fazer um ‘teste de usuário’ com o público do Seminário, para coletar críticas e sugestões para aprimorar o aplicativo antes de lançar e disponibilizá-lo ao público geral”, explica a pesquisadora da Embrapa Rondônia, Ana Karina Salman.

Segundo a pesquisadora, a pecuária bovina na Amazônia enfrenta o estigma dos impactos ambientais negativos, e que se agrava quando se considera o problema da degradação das pastagens que gera prejuízos econômicos e sociais bilionários para o País, pois a propriedade agrícola torna-se improdutiva e incapaz de sustentar as famílias que dela dependem. “É importante desenvolver uma base científica que suporte o uso mais amplo dos sistemas integrados de produção como alternativa ao sistema tradicional de pecuária baseado no monocultivo de pastagem”, conclui Salman.

Pecuária em Rondônia
O rebanho bovino em Rondônia ultrapassou as 14 bilhões de cabeças. O Estado possui hoje o 6º maior rebanho bovino do Brasil, é o 5º maior exportador de carne bovina e o 8º produtor de leite. Na região Norte, Rondônia possui o 2º maior rebanho bovino, só fica atrás do estado do Pará, e é o maior exportador de carne e o maior produtor de leite. Somente a cadeia produtiva da carne movimentou mais de 500 milhões de dólares em 2017 no estado. Dada a importância econômica da pecuária bovina para Rondônia, faz-se necessário que sejam discutidos assuntos atuais e tecnologias que estão sendo desenvolvidas para atender a esse importante setor da economia.

Conheça os palestrantes
Fabiana Villa Alves: zootecnista e pesquisadora da Embrapa Gado de Corte. Em 2010, foi Professora Visitante na Universidade de Pádova – Itália. Coordena projetos de pesquisa e extensão voltados para os temas de bem-estar e ambiência em sistemas de produção, com ênfase em sistemas em integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) e no Programa Carne Carbono Neutro.

Amaury Antônio de Castro Junior: professor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), é cientista da computação, idealizador e coordenador do Programa de Extensão NERDS da Fronteira – Núcleo Educacional de Robótica e Desenvolvimento de Software, e atua, voluntariamente, como Secretário Regional da SBC (Sociedade Brasileira de Computação) no estado de Mato Grosso do Sul e Representante Estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica.

Camilo Carromeu: cientista da computação e analista de Tecnologia da Informação da Embrapa Gado de Corte, coordena o Laboratory for Precision Livestock, Environment and Software Engineering (PLEASE Lab). Tem experiência na área de Engenharia de Software, com ênfase em Linha de Produtos de Software (LPS) e no desenvolvimento de soluções de tecnologia da informação aplicadas ao agronegócio e, mais especificamente, à cadeia produtiva de carne bovina.

Eliane Guaraldo: professora da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, é arquiteta e urbanista e coordenadora do Laboratório de Pesquisa e Documentação em Arquitetura e Urbanismo no MS. Líder do Grupo de Pesquisa ARBOREA - Arborização, Recursos Naturais e Sustentabilidade. É membro da International Society of Arboriculture (ISA) e do Comitê Brasileiro de Certificação e Normalização em Arborização Urbana (CBCN).

Mario de Araújo Carvalho: técnico em Informática pelo Instituto Federal do Maranhão (IFMA) e estudante do Curso de Graduação em Ciência da Computação da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), está vinculado aos Programas de Educação Tutorial (PET/SESu/MEC) e de Extensão NERDS da Fronteira (Núcleo Educacional de Robótica e Desenvolvimento de Software) e é bolsista de Iniciação Científica do Programa PIBIC-CNPq.

Realização e parcerias

O Seminário de Agropecuária Sustentável na Amazônia é uma realização da Embrapa, com a parceria da 3ª Feira de Negócios e Tecnologias Rurais Sustentáveis em Porto Velho – Portoagro, e da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Conta também com apoio do Banco da Amazônia e da Rede ILPF.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Sobre taxação do agronegócio em MT, o que você sugere?

Não deve ser taxado e fica como está.
Muda o discurso e industrialize
Apenas fogo de palha. Logo se acertam.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114