» mais
Comentar           Imprimir
Interior de MT
Quarta, 10 de maio de 2017, 12h03

Policiais serão instruídos sobre procedimentos no combate e repressão a crimes rurais


Membros da segurança pública serão capacitados para atender uma antiga demanda do agronegócio de Mato Grosso. Esse é o primeiro curso de Combate e Repressão a Crimes Rurais no país.

As instruções teóricas serão ministradas a 40 policiais civis da regional de Nova Mutum, durante 60 horas, entre os dias 15 e 20 de maio, no Sindicato dos Produtores Rurais de São José do Rio Claro, a 315 quilômetros a Médio-Norte de Cuiabá.

A proposta visa a identificação de documentos e guias específicas (como receituários e notas fiscais) quanto a origem, manuseio, transporte e destino de animais, defensivos agrícolas, madeiras e equipamentos, bem como a abordagem de legislação e fiscalização, de modo a coibir a prática ilícita de furtos que geram prejuízos milionários no meio rural.

Essa é a primeira de duas etapas do conhecimento progressivo. Posteriormente, os policiais receberão instruções sobre práticas operacionais, com metodologias, mecanismos, aplicação de exercícios e diligências.

Segundo o investigador da Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), Rodrigo Matos Emiliano, idealizador do projeto, a segurança pública apresenta preparação deficitária sobre os procedimentos diante de delitos contra bens e patrimônios cometidos por quadrilhas especializadas.

"Observamos que essas violações vêm aumentando com o passar dos anos e que os policiais não têm um preparo específico para tal enfrentamento. Levamos o problema ao delegado Carlos Fernando da Cunha, que é diretor da Academia de Polícia Civil do Estado de Mato Grosso, e logo iniciamos articulações que contribuíram para uma formação abrangente sobre a temática. Agregado o conhecimento, os policiais poderão agir de maneira pontual e eficaz no combate e repressão a esses crimes", esclareceu.

O curso de Combate e Repressão de Crimes Rurais será realizado por meio de uma parceria entre a Academia de Polícia Judiciária Civil do Estado de Mato Grosso (Acadepol), Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja/MT), Sindicato dos Produtores Rurais de São José do Rio Claro, Prefeitura e Câmara rio-clarenses.

CRIMES RURAIS

A atuação criminosa alça prejuízos milionários no furto de patrimônios em propriedades rurais; contudo, nem todas as transgressões são levadas ao conhecimento da segurança pública.

De janeiro a novembro de 2016, foram registrados 187 roubos em propriedades rurais mato-grossenses. O número é maior que o registrado em todo o ano de 2015, que somou 161 ocorrências, segundo o levantamento da Secretaria de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp-MT).

O furto de animais bovinos, equinos, ovinos, caprinos e suínos também é um crime praticado no Estado. Somente de janeiro a agosto de 2016, foram registrados 246 casos. Já em 2015, de janeiro a dezembro, foram 347 furtos.

COMBATE INTEGRADO

Ações diversificadas no combate desse tipo de delito vêm sendo desenvolvidas para rastrear e monitorar informações, realizar análise criminal nas Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps), para consolidar os índices de criminalidade nas propriedades rurais e desarticular, por meio de investigações policiais, a atuação de associações e organizações criminosas voltadas às práticas de crimes nas propriedades.

Aliada ao empenho da segurança pública, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) criou, por meio do Observatório da Criminalidade no Campo (cnabrasil.org.br), um formulário com o objetivo de traçar um diagnóstico e propor ações que combatam a violência que atinge o produtor rural e seus familiares. As informações redigidas serão mantidas em sigilo, importando, porém, as estatísticas de ações criminosas para oferecer dados estratégicos aos órgãos competentes para que tomem as providências adequadas.
 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

A retomada das obras do VLT pode ser:

Palanque político para 2018
Mais uma balela sem fim
Confio na solução do problema
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114