» mais
Comentar           Imprimir
Interior de MT
Domingo, 31 de dezembro de 2017, 09h17

Rede de distribuição de energia em Poconé recebe investimentos


.

Começa nesta semana a segunda etapa da modernização da rede elétrica de Poconé e região Ribeirinha. Desde o início do ano, mais de R$ 700 mil reais já foram investidos no município. Nos próximos meses, a empresa percorrerá a área urbana e rural com obras, manutenção da rede e avaliação do que mais pode impactar na qualidade dos serviços oferecidos.

Desde o início do ano, a Energisa já trocou mais de 60 postes na região, com previsão de mais 15 no início de 2018. Alguns deles precisaram ser de fibra, com uma tecnologia que permite a empresa chegar mais rapidamente a locais de difícil acesso. O número de cruzetas (suporte para cabos nos postes) trocadas ultrapassou a casa dos 600. Mais 152 já estão mapeadas para serem trocadas.

Uma análise prévia feita pela empresa localizou 25 transformadores e 142 para-raios que tinham potencial de substituição. Todos foram trocados. Para chegar a alguns deles, a equipe precisou seguir de barco, uma vez que neste período uma parte da região está alagada.

Além destes serviços, as equipes que estão no local estão trocando outros equipamentos da rede de distribuição, como isoladores e cabos, fazendo podas de árvores – mais de oito mil realizada somente este ano em Poconé -, fazendo limpeza da faixa de servidão, entre outros.

Robson Alves, coordenador de Manutenção da regional Metropolitana, explica que as atividades continuam em ritmo intensificado nas próximas semanas. “Estamos também aproveitando para observar se algo mais está acontecendo que pode impactar na qualidade dos serviços. Já encontramos situações mais sérias e que agora vamos começar a orientar a população sobre os riscos que elas podem trazer”, comenta.

Uma dos problemas encontrados e que pode ser evitado é o uso do cerol em linhas de soltar pipa, que danificam os cabos da rede, fazendo com que se partam. Robson explica que além de deixar inúmeros clientes sem energia, o saltar pipa perto da rede é perigoso, isso sem falar do uso do cerol, que aumenta significativamente o risco da criança se machucar.

Outro problema identificado é a colocação de elos ou arames pela população na rede elétrica, trazendo riscos à vida de quem faz o serviço e deixando os moradores das proximidades sem energia, pois o elo impacta na proteção do sistema e na qualidade do fornecimento.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114