» mais
Comentar           Imprimir
Interior de MT
Sábado, 17 de março de 2018, 15h17

CREAS trabalha para ajudar moradores em situação de rua encontrar sua família


Ao longo dos últimos tempos, o Centro de Referência em Assistência Social (CREAS) da Secretaria Municipal de Assistência Social de Campo Verde tem realizado abordagens a pessoas que estão na cidade em situação de rua, vivendo em praças ou sob marquises de construções.

O objetivo desse trabalho é procurar auxiliar essas pessoas a retornarem para suas famílias ou buscarem ajuda para se livrarem do alcoolismo ou das drogas. Na grande maioria, quem vive em situação de rua também enfrenta o problema da desestruturação familiar ou do desemprego.

As abordagens feitas pelo CREAS surtem efeitos paliativos, já que muitos que são atendidos com passagem para outros destinos ou levados para centros de recuperação, acabam retornando às ruas da cidade.

No último fim de semana, quando foi realizada mais uma abordagem, uma pessoa foi encaminhada para tratamento na Comunidade Terapêutica Resgate Vidas, três foram encaminhadas para Chapada dos Guimarães, onde têm familiares, e um casal foi enviado para Rondonópolis.

De acordo com o coordenador de Vigilância Socioassistencial do CREAS, Ricardo Souza, as pessoas de outras regiões vêm para Campo Verde devido à sua localização, já que a cidade está na rota para grandes centros de Mato Grosso, como Cuiabá, Várzea Grande e Rondonópolis.

Segundo ele, esse público retorna muitas vezes para Campo Verde porque não consegue se inserir na vida da família. “Devido ao grande período em situação de rua, elas acreditam estar fazendo o melhor pra si mesmas e por isso é difícil aceitarem ajuda”, explica Souza.

Durante as abordagens sociais não se pode impor algo ou determinar o que a pessoa tem de fazer. É ela quem deve escolher, tomar a decisão de voltar para casa, buscar tratamento para os vícios ou continuar em situação de rua.

E como a maioria que vêm para Campo Verde é de outros estados e está fora de casa há muito tempo, a reaproximação familiar se torna mais difícil ainda devido ao longo período de vínculos rompidos. “Infelizmente devemos respeitar o perfil e a realidade de cada morador de rua”, diz Souza.

A presença de pessoas em situação de rua tem incomodado os moradores de Campo Verde. A situação já chegou a ser debatida em audiência pública e nas reuniões do Gabinete de Gestão Integrada Municipal, formado por representantes da população, da Polícia Civil, da Polícia Militar e dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. “Estamos sempre buscando solução para esse problema, porém, como o que prevalece é a vontade das pessoas, pouco podemos fazer”, lamenta Souza.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

O futuro político de Pedro Taques será:

Candidato a prefeito de Cuiabá em 2020
Voltar a operar na área de Direito
Não me interessa, problema dele.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114