» mais
Comentar           Imprimir
Interior de MT
Segunda, 09 de abril de 2018, 12h25

Dona de casa percorre 15 km de bicicleta para fazer pós-operatório em Cáceres


Haillyn Heiviny
.

Apesar de parecer um meio de transporte comum em municípios como Rosário Oeste, Nobres e Cáceres, em Mato Grosso, a bicicleta foi o único meio encontrado por Maria Lídia Castro da Silva, 64, uma das pacientes assistidas neste final de semana no pós-operatório de 30 dias da Caravana da Transformação.

Ela mora na Gleba Piraputanga, assentamento na zona rural de Cáceres e fez questão de percorrer 15 km de bicicleta para chegar até a Secretaria de Turismo de Cáceres (SICMATUR) e fazer a avaliação médica.

Segundo a aposentada, a oportunidade de realizar a cirurgia de catarata era única e não queria deixar de cumprir nenhuma etapa dos cuidados do pós, até que pudesse receber alta médica.

“Até chegar aqui andei uma hora de bicicleta, mas para mim não foi problema, porque estou enxergando bem depois da cirurgia e meus filhos, além de me incentivarem a fazer, cuidaram de mim e não me deixaram fazer mais nada em casa”, relatou.

Antes ser atendida na Caravana, Maria se preparou para fazer a cirurgia de catarara em Cuiabá, mas acabou mudando de ideia quando o processo de regulação começou em Cáceres, sede da 12ª edição. Além da catarata, ela tem glaucoma e conta que por conta das dificuldades em conseguir enxergar, tinha parado de costurar, ler e sair sozinha de casa. Ela operou os dois olhos durante a Caravana da Transformação realizada entre os dias 25 de fevereiro e 9 de março, na Cidade Universitária da Unemat (antigo aeroporto). Na oportunidade, foram realizadas consultas, exames e cirurgias oftamológicas, e também serviços de cidadania.

“A catarata estava tomando conta dos meus olhos e via tudo embaçado. Não conseguia colocar a linha na agulha, mesmo usando os óculos de grau. Quem não arrisca não petisca e resolvi arriscar. Hoje eu posso ir onde eu quiser, viajar sem precisar da ajuda de ninguém. Me sinto muito bem”, completou.

Em Cáceres foram realizadas mais de 3 mil cirurgias de catarata, 567 cirurgias de pterírio e 537 de yag laser. Nesta edição também foram beneficiados pacientes regulados pelas cidades de Araputanga, Curvelândia, Indiavaí, Glória D’Oeste, Jauru,Porto Esperidião, Reserva do Cabaçal, Rio Branco, Salto do Céu, São José dos Quatro Marcos, Figueirópolis D’Oeste, Conquista D’Oeste, Mirassol D’ Oeste, Lambari D’Oeste, Pontes e Lacerda, Nova Lacerda Vale do São Domingos e Vila Bela da Santíssima Trindade.

O pós-operatório de 30 dias foi iniciado no dia 5 de Abril e antes disso, os pacientes receberam também acompanhamento 24h e 7 dias após a cirurgia. A estrutura do pós operatório conta com uma carreta ambulatórial, uma carreta cirúrgica e equipe médica composta por médicos cirurgiões, retinólogo e anestesista.

UNIDADE FIXA

A Caravana da Transformação possui uma estrutura de atendimento aos pacientes que tiverem qualquer intercorrência mesmo após a alta médica. Para isso, existe um telefone de contato onde devem ser registradas quaisquer eventualidades. A ligação é gratuita e o telefone é o 0800 770 7011 e funciona de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h, horário de Brasília.

As intercorrências são direcionadas à unidade fixa da Caravana da Transformação, localizadas em Várzea Grande. A unidade funciona na Rua São Paulo, nº 55. O agendamento pode ser feito pelo 0800 e atendimentos ocorrem sempre as sextas-feiras.

Outras informações: caravana@gabgoverno.mt.gov.br


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

A onda 'não eleja parentes' pode afetar Emanuelzinho Pinheiro?

Afeta pois o pai prefeito Emanuel foi flagrado no caso do paletó furado.
Não afeta e segue separado dos problemas do pai
Tanto faz, o povo não não leva a sério o voto.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114