» mais
Comentar           Imprimir
Interior de MT
Sábado, 05 de maio de 2018, 11h34

Sesp e Prefeitura de Campo Novo dos Parecis definem ações integradas


O secretário de Segurança Pública, Gustavo Garcia, e o prefeito de Campo Novo dos Parecis (a 385 km de Cuiabá), Rafael Machado, estiveram reunidos com membros do Gabinete de Gestão Integrado Municipal (GGIM), para definirem a celeridade de algumas demandas em andamento.

O primeiro assunto da pauta foi referente ao instrutor para o Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), no município. O secretário, junto com o comandante geral da Polícia Militar, coronel Marcos Vieira Cunha, garantiram que um instrutor virá de Sapezal para ministrar o curso na cidade.

Segundo o coronel Cunha, uma das atribuições do Proerd é que o instrutor tenha perfil e didática, pois é preciso elevar a autoestima de crianças e adolescentes para que tenham estilos de respostas para vários tipos de abordagens – oferta de drogas por amigos e desconhecidos e de ingresso no tráfico. Também aborda questões como bullying, violência física, direitos e deveres, entre outros.

"Somos referência e já evitamos que centenas de jovens irem para o mundo do crime. Dessa demanda estamos cuidando pessoalmente e logo o instrutor estará na cidade. As questões administrativas já foram resolvidas", garantiu Cunha.

O segundo ponto de pauta foi referente a instalação do Sistema Integrado de Atuação Comunitária na Atividade Bombeiro (Sacabom). O secretário Gustavo garantiu que o documento foi assinado por ele e, logo em seguida, começa os trâmites para o andamento da assinatura do Termo de Cooperação com a gestão municipal.

A área para a construção da Delegacia da Polícia Judiciária Civil foi apresentada. Também foi destacada a necessidade de uma reunião ampliada com a participação da Sesp, Ministério Público, Poder Judiciário e da Secretaria de Justiça e Diretos Humanos para utilizar mão de obra de reeducandos do Sistema Prisional na obra.

Foi apresentado durante a reunião a necessidade de mais um delegado no município. Sobre essa demanda o diretor geral da Polícia Judiciária Civil, Fernando Vasco Spinelli, destacou o concurso para delegado que se encontra em andamento. "Estamos aguardando para o fim do ano o conhecimento de quantos delegados serão nomeados. Deixo como sugestão que seja formalizado por documento junto a gestão municipal, Ministério Público e Poder Judiciário que entendem ser de suma importância um segundo delegado para atuar no município".

O prefeito Rafael Machado agradeceu a participação do secretário Gustavo Garcia, do coronel Cunha e do diretor da PJC, Fernando Vasco Spinelli. Ele frisou que este ano já foram realizadas três reuniões do GGIM e que essas demandas discutidas e encaminhadas serão apresentadas no dia 30 de maio.

"Avançamos muito com a vinda do secretário e sua equipe. Acompanhamos os resultados obtidos pela segurança pública em todo estado. Campo Novo tem 45 mil habitantes, por isso precisamos focar na segurança pública com a participação da comunidade nas ações".

Combate as facções criminosas

Num segundo momento da reunião, o secretário Gustavo Garcia destacou o trabalho de enfrentamento ao tráfico de drogas frisando que existe um papel muito importante da sociedade. Pontuou também o combate as facções criminosas que ocorre em todo país que incomoda a sociedade e precisa ser enfrentado pelas forças de segurança.

Gustavo citou o plano de ação desenvolvido pela Gerência de Combate ao Crime Organizado que vem promovendo ações relacionados as facções criminosas. O trabalho é integrado entre a Polícia Militar e Polícia Judiciária Civil, sendo dois focos o repressivo que é da investigação especializada e o preventivo tem o objetivo de não deixar que o cidadão aceite, por exemplo, que seu murro seja pichado. "O papel da sociedade é denunciar, não acreditar que esses criminosos tenham algum potencial".

Estiveram presente na reunião o secretário de administração de Campo Novo, Girlei Augusto Pez Bolzan, presidente da Câmara Municipal, Vanderlei Marcos Baioto, promotores Luis Augusto Ferres Schimith e Lais Laine Rezende, delegado Adil Pinheiro de Paula, diretor da Cadeia Pública Edivano Trindade de Souza, Conseg Otavio Turra Dellapiane, Rotary Clube Celunice Aparecida Tomazelli, representantes do Corpo de Bombeiros, entre outros.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

A onda 'não eleja parentes' pode afetar Emanuelzinho Pinheiro?

Afeta pois o pai Emanuel tem várias denúncias por corrupção
Não afeta e segue separado dos problemas do pai
Tanto faz, o povo não não leva a sério o voto.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114