» mais
Comentar           Imprimir
Interior de MT
Quinta, 20 de setembro de 2018, 20h58

Projeto 'Arborização Consciente' é aplicado em escolas na Semana da Árvore


Considerado um grande símbolo da natureza e uma das maiores riquezas naturais do planeta, a árvore tem uma semana inteira para ser lembrada e comemorada entre os alunos na rede pública municipal de ensino de Várzea Grande. A Semana da Árvore, promovida nas escolas pela Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável e da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), foi aberta na manhã de segunda-feira, 17, na EMEB “Professora Líbia da Costa Rondon”, localizada no bairro 24 de dezembro, com palestras, apresentação de peça teatral e plantio de muda pelos alunos da escola.

A diretora da unidade, Arquibenes Santos dos Reis, informou que atividades relacionadas ao tema já estavam sendo desenvolvidos pelos alunos antes mesmo das ações referentes ao Dia da Árvore, comemorado em todo país no dia 21 de setembro. “Já estamos trabalhando os temas relacionados há várias semanas como a preservação do meio ambiente, poluição do solo, desmatamento, queimadas e principalmente a importância da arborização e os benefícios da árvore”, declarou.

Na abertura das comemorações, na segunda-feira, alunos, professores e gestores da EMEB “Professora Líbia da Costa Rondon” receberam os representantes das Secretarias e EMPAER para a realização de Palestra e roda de conversa sobre o Projeto “Arborização Consciente: Por uma Várzea Grande mais verde”, além da apresentação da peça teatral com as personagens Flora e Fada, interpretadas pelas professoras Alice Ferreira e Elizza Soares e plantio de mudas de Ipês no entorno da escola.

Encantada com a performance das personagens, que através da linguagem da fantasia e ludicidade, passam a mensagem sobre a conscientização ambiental, a aluna Nataly Dedilan Gomes, de 12 anos, do 6º ano matutino, disse que o teatro ajuda no aprendizado sobre os temas relacionados ao meio ambiente. “A gente aprendeu que temos que cuidar bem de nossas árvores e da natureza, para um mundo com menos poluição” afirmou.

O secretário Silvio Fidelis destacou que, além da EMEB “Professora Líbia da Costa Rondon”, as escolas “Professora Lúcia Leite Rodrigues”, “Maria de Lourdes Toledo Areias” e “Vereador Zeno de Oliveira” também estão participando do Projeto que propicia aos alunos a reflexão sobre a importância da arborização tanto no meio urbano como nas áreas rurais.

“As diversas espécies arbóreas existentes são fundamentais para a vida na Terra, porque aumentam a umidade do ar, evitam erosão, produzem oxigênio, reduzem o desconforto térmico, fornecem sombra e abrigo para algumas espécies de animais, além de produzirem alimento. As árvores também possuem outras aplicações econômicas. A madeira serve como matéria-prima para a criação de móveis e até mesmo casas. A celulose extraída dessas plantas, principalmente pinheiros e eucaliptos, é fundamental para a fabricação de papel. Além disso, algumas espécies apresentam aplicabilidade na indústria farmacêutica por possuírem importantes compostos” explicou.

Paralelo ao desenvolvimento do projeto de arborização, na EMEB “Juvenília Monteiro de Oliveira”, localizada a 600 metros do Rio Cuiabá, os alunos do período matutino realizaram uma aula de campo, acompanhados pelo engenheiro florestal Celso Brandão, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, onde puderam identificar 22 espécies arbóreas , dentre elas: A Lixeira, o Gonçaleiro, a Orelha de Negro, Ingá, Acuri, Jatobá e Sarã. A partir da identificação, os alunos pesquisarão as suas utilidades para os animais e seres humanos assim como os benefícios que elas trazem ao meio ambiente.

Na finalização do Projeto, no dia 21 de setembro, os alunos da EMEB “José Estejo de Campos” irão fazer a distribuição de 200 sachês com sementes de Ipê e várias apresentações culturais no período vespertino, na praça de alimentação do Várzea Grande Shopping.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Sobre taxação do agronegócio em MT, o que você sugere?

Não deve ser taxado e fica como está.
Muda o discurso e industrialize
Apenas fogo de palha. Logo se acertam.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114