» mais
Comentar           Imprimir
Nacional
Quarta, 26 de abril de 2017, 12h09

Brasil apresenta redução de 31,6 mil linhas fixas em março


Em março, as empresas autorizadas e concessionárias da telefonia fixa apresentaram queda de 31.629 linhas em relação a fevereiro, de acordo com dados divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). As autorizadas na telefonia fixa apresentaram queda de 1.122.863 linhas (-6,20%) em março de 2017 quando comparadas com março de 2016, neste mesmo período as concessionárias apresentaram um declínio de 582.320 linhas fixas (-2,32%). No entanto, na comparação fevereiro e março, as autorizadas apresentaram redução de linhas 23.691 fixas e as concessionárias de menos 7.938 linhas.

Nos últimos 12 meses, a concessionária Oi apresentou queda de 708.300 linhas fixas (-4,82). As outras apresentaram aumento, Vivo (Telefônica) mais 109.105 linhas (+ 1,15%), Algar Telecom (CTBC Telecom) mais 10.135 (+ 1,39%), Sercomtel (Prefeitura de Londrina /Copel) aumento de 6.609 linhas (+ 3,90%). Destaca-se a Claro (Telecom Américas) que apresentou aumento de + 8,09% com a entrada de 131 novas linhas. Entre as autorizadas, a Algar apresentou crescimento de 13.063 novas linhas (+5,29%) de março de 2017 a março de 2016, seguida pela Sercomtel com 9.970 (+12,88%). Outros grupos apresentaram redução, como: TIM (Telecom Itália) menos 84.021 linhas fixas (-13,79%), Vivo menos 620.540 (-11,52%) e a Claro com queda de 460.488 linhas fixas (-4,03%).

Na comparação fevereiro e março, a concessionária Oi apresentou queda de 75.700 linhas fixas (-0,54%). Destaque para o crescimento da concessionária Vivo (Telefônica) com mais 64.630 linhas fixas (0,68%). No entanto, como autorizada a Oi apresentou aumento de 320 linhas (0,20%).

Nos últimos doze meses, nos estados, as maiores quedas percentuais foram no Maranhão (entre as concessionárias) e no Amapá (entre as autorizadas). Os únicos estados que apresentaram aumento no percentual foram Acre e Goiás (entre as concessionárias) e Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Santa Catarina ( entre as autorizadas).

Entre fevereiro e março 2017, os estados que apresentaram crescimento percentual de assinantes foram Acre e São Paulo (entre as concessionárias) e o Rio Grande do Sul (entre as autorizadas) . As maiores reduções percentuais foram no Amapá.  


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114