» mais
Comentar           Imprimir
Nacional
Segunda, 09 de abril de 2018, 09h43

Apesar de cunho 'pessoal' PF vai advertir delegado sobre postagem no Face


O ato do delegado da Polícia Federal que disse no no Facebook que ‘é hora de serem presos os outros líderes, Temer, Alckmin, Aécio, etc’ Milton Fornazari Júnior será tratado administrativamente pela superintendência da intiuição, apesar de informarem ter se tratado de cunho exclusivamente pessoal. O ato do delegado gerou uma matéria no jornal O Estado de São Paulo

Em nota divulgada hoje, a PF afirma que:

Brasília/DF - Em referência à reportagem publicada na página A10 do jornal O Estado de S. Paulo de desta segunda-feira (9/4), informamos que:

1) O delegado de Polícia Federal Milton Fornazari Jr. não é responsável pela Delegacia de Combate à Corrupção e Crimes Financeiros em São Paulo, tendo exercido a chefia da delegacia de 26/10/2015 a 02/11/2016;

2) O mencionado servidor não faz parte do corpo diretivo da PF em São Paulo e tampouco é porta voz desta instituição;

3) A PF jamais se manifesta oficialmente por meio de perfis pessoais de seus servidores;

4) As declarações proferidas são de cunho exclusivamente pessoal e contrariam o normativo interno referente a manifestações em nome da instituição, razão pela qual serão tomadas as medidas administrativo-disciplinares em relação ao caso concreto;

5) A PF reitera seu compromisso, como polícia republicana, de trabalhar de forma isenta, discreta e apartidária, nos estritos limites da lei.

A nota é assinada pela Divisão de Comunicação Social da Polícia Federal. 

Na postagem o delegado afimrou que 'só Lula ficar preso, infelizmente, tudo poderá entrar para a história como uma perseguição política'.

Confira aqui (reprodução do Estadão).



 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114