» mais
Comentar           Imprimir
Nacional
Terça, 24 de abril de 2018, 18h03

Já foram distribuídos 250 mil conversores no Pará


O presidente da Anatel, Juarez Quadros, e o presidente da Seja Digital, Antônio Martelleto, concederam entrevista coletiva à imprensa, na manhã de hoje, 24/04, no Pará, para esclarecer sobre o desligamento do sinal analógico em Belém e nos municípios de: Ananindeua, Barcarena, Benevides, Bujaru, Cachoeira do Arari, Colares, Marituba, Ponta de Pedras, Santa Bárbara do Pará, Santa Isabel do Pará e Santo Antônio do Tauá. Até o momento, já foram distribuídos 250 mil kits (com conversor e antena) de um total de 357 mil.

“Falta ainda a distribuição de 107 mil kits a pessoas de baixa renda, beneficiários de programas sociais do governo”, destacou. As pessoas de baixa renda estão recebendo os conversores e também orientações de como instalar o equipamento. Ele falou que “este trabalho tem um lado social”.

As famílias que não estão inscritas em programas sociais do governo podem adquirir os conversores em lojas do varejo. “Em Manaus, por exemplo, os conversores estavam custando entre R$ 70 e R$ 90 e as lojas ainda parcelam a compra”, disse.

Quadros convocou as pessoas a realmente instalarem o equipamento porque muitas pessoas buscam o conversor, mas não fazem a instalação.

Outro aspecto da digitalização da TV aberta é a possibilidade e o aumento da banda larga. Ele falou que hoje dos 230 milhões de celulares no país, 80% são smartphones, que fazem uso da internet. E a digitalização vai permitir uma maior velocidade das transmissões de banda larga, devido a liberação da faixa dos 700 MHz, explicou.

O presidente da Seja Digital, Antônio Martelleto, disse que a entidade funciona como um braço operacional. “O trabalho da organização começa seis meses antes, com o trabalho de comunicação e de distribuição dos kits”, disse. Martelleto destacou que agora estão entrando na última fase do programa. “No país estão sendo distribuídos 2 milhões de kits por mês”, exaltou.

Dona Geralda dos Santos Barros, de 68 anos, mora com a mãe de 90 anos, recebeu o conversor das mãos do presidente da Agência. As duas adoram assistir televisão, não perdem o telejornal e assistem a novela diariamente. Elas ficaram sabendo do kit quando foram até o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). Elas relataram que foi fácil agendar e retirar o kit e explicaram que a instalação do aparelho será feita por um amigo da rua. “A TV de tubo ficará com imagem de cinema”, comemorou.

Quadros e Martelleto também visitaram o hospital oncológico Ophir Loyola. Quadros foi recebido pelo diretor geral, Luiz Cláudio Chaves. O hospital conta com 210 leitos e possui outros 30 leitos no Centro de Terapia Intensiva. O hospital possui um abrigo para pessoas que vêm de outros estados para realizar procedimentos de quimioterapia ou radioterapia. O hospital conta com um parque ambulatorial com cerca de 30 consultórios. Foram doados para o hospital 20 conversores e 10 TVs, o que permitirá aos pacientes o acesso à TV com sinal digital.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Sobre taxação do agronegócio em MT, o que você sugere?

Não deve ser taxado e fica como está.
Muda o discurso e industrialize
Apenas fogo de palha. Logo se acertam.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114