» mais
Comentar           Imprimir
Nacional
Domingo, 03 de junho de 2018, 11h15

Pacto Global e governo de SP lembram 130 anos de lei que aboliu escravidão no Brasil


A Rede Brasil do Pacto Global foi uma das realizadoras do seminário “Abolição 130 anos depois: A Lei e o exercício da lei” que ocorreu no início de maio (10) no Museu Afro Brasil, em São Paulo.

Às vésperas dos 130 anos da lei que aboliu a escravidão no Brasil, o Museu Afro Brasil, o Memorial da Resistência do Estado de São Paulo e a Assessoria Especial para Assuntos Internacionais (AEAI) do Governo do Estado de São Paulo promoveram um bate-papo com estudantes da rede pública e demais inscritos sobre negritude, políticas afirmativas, racismo e violência contra a população negra.

O evento fez parte da agenda “O Mundo que Queremos”, em comemoração aos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Cento e trinta anos após a Lei Áurea, uma série de desafios ainda estão postos diante da cultura segregacionista no Brasil, último país a abolir a escravidão no mundo, lembrou a Rede Brasil do Pacto Global.

Apesar de o país ter uma das maiores populações negras fora do continente africano, estudos apontam que os negros recebem 28% abaixo da média salarial praticada no país, enquanto o nível de sua qualidade de vida está uma década atrasada em relação ao dos brancos. Os dados são de estudos do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).

Menos de 5% dos executivos são afrodescendentes e, destes, apenas 0,4% são mulheres, segundo dados do Instituto Ethos. Negras e negros afirmam que a discriminação é intensa no mercado de trabalho, ferindo o princípio 6 do Pacto Global da ONU.

Para falar sobre o tema, foram convidados Lívia San’Ana Vaz, promotora do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) desde 2004, o músico Rincon Sapiência, principal nome do rap brasileiro da atualidade, e Ana Claudia Pereira, oficial de projeto em gênero, raça e etnia do Fundo de População das Nações Unidas no Brasil (UNFPA).

Logo após o seminário, o Museu Afro Brasil realizou a pré-estreia da exposição “Isso é coisa de Preto”, com curadoria de Emanoel Araújo, diretor do museu.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114