» mais
Comentar           Imprimir
Nacional
Terça, 10 de julho de 2018, 17h39

Universitário revela frases racistas em banheiro da Unisc


Mensagens foram escritas na porta do banheiro do bloco 13
Arquivo Pessoal / Facebook

GauchaZH

Foram necessárias 24 horas para o rapper Jonatan Pacheco, 21 anos, de Santa Cruz do Sul, no Vale do Rio Pardo, tomar a coragem necessária para expor uma situação que, inicialmente, despertou nele a perplexidade, acompanhada do medo. Na quarta-feira passada (4), o estudante do quinto semestre de Produção em Mídia Audiovisual na Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) encontrou mensagens de cunho racista, uma delas pedindo "morte dos negros", espalhadas na porta de um dos banheiros masculinos do bloco 13 da instituição.

– Li várias vezes e fiquei pensativo. Minutos depois, um colega veio me perguntar se eu tinha visto as mensagens. Em casa, conversei com a minha família e decidi que precisava fazer algo – conta o universitário.

No dia seguinte, Jonatan fotografou as frases e as publicou, inicialmente, no grupo fechado da Comunicação Social da Unisc, no Facebook. Ao receber manifestações de apoio, ele optou por compartilhar as fotos também nos perfis de Instagram e Facebook pessoais, acompanhadas da mensagem: "Não sei qual o objetivo da pessoa que fez isso, mas não vai nos impedir de alcançar o nosso objetivo... ...Vai ter sim menos preto pegando em arma e mais preto pegando em canudo/diploma, vocês querendo ou não". Até a tarde desta segunda-feira (9), o post já tinha 1,4 mil curtidas e 526 compartilhamentos apoiando a ação dele.

— Já tinha visto uma suástica desenhada na parede do mesmo banheiro. Mas como a gente acaba se acostumando com este tipo de situação, acabei deixando passar. Agora é muito grave porque são ameaças — relata Jonatan.

O universitário não contatou a reitoria da universidade para denunciar o fato. Ele preferiu postar nas redes sociais, porque acredita que o alcance será maior. Natural de Santa Cruz do Sul, Jonatan conta já ter sofrido na cidade preconceito relativo à cor da pele, mas jamais pensou em registrar ocorrência porque temia que a situação fosse confundida com vitimismo. Jonatan espera que a universidade se posicione sobre a situação.

— Cabe à universidade identificar e denunciar o autor das mensagens. Isso é crime e esta pessoa tem que pagar pelo que fez. A sensação que fica é de insegurança. Afinal, passo todos os dias pelas pessoas dentro da universidade e agora sei que alguém que já vi ou conheço quer que eu morra — finaliza.

Nesta segunda-feira, o Diretório Central dos Estudantes e o Conselho dos DAs/CAs da Unisc emitiu nota de repúdio ao episódio e exigiu da reitoria "imediatas providências visto que há apologia à violência e ameaças de morte e extermínio.

Além disso, vale ressaltar que o aluno que denunciou as frases escritas merece respeito e que tenha uma resposta digna e oficial da instituição. É triste ver que a Universidade, local de estudo e conhecimento, acaba disseminando e replicando o preconceito. Acreditamos que o ideal para o próximo semestre seria que a reitoria assuma não só uma postura não-racista e sim uma postura antirracista, criando intervenções e ações educativas por toda a universidade com a colaboração de entidades e movimentos negros e negras de Santa Cruz do Sul e região, além de prestar todo o suporte necessário para todo e qualquer aluno ou aluna negro/a que tenha se sentido lesado com o ataque".

O DCE marcou para a noite desta segunda-feira uma reunião aberta que pretende propor coletivamente medidas antirracistas frente ao que identificaram como "investidas neonazistas". Eles avaliam a possibilidade de registro policial. Por meio da assessoria de imprensa, a reitoria da Unisc informou que não se manifestará sobre o caso até definir quais medidas internas serão tomadas com relação ao caso.

Em Nota enviada ao PlantãoNews, Unisc esclarece sobre atos racistas:

Em relação aos fatos de prática de atos de racismo em sanitário da Unisc, esclarecemos que a Universidade repudia todo e qualquer ato discriminatório, estando a Reitoria providenciando medidas internas e externas cabíveis ao caso, devendo a autoridade policial ser acionada para apurar a autoria.

A Universidade tem em seu histórico e em currículos de seus cursos práticas formativas que discutem e refletem sobre a inclusão e a vedação de práticas discriminatórias.

Reafirmamos nossa Missão e Visão, vivenciadas através dos valores da ética, humanismo, democracia, cidadania, participação, compromisso comunitário, solidariedade e cooperação, qualidade, criatividade, criticidade, autonomia que indicam a maneira de ser ou de agir que a Universidade aponta à comunidade acadêmica como desejável para a realização de sua missão.

Santa Cruz do Sul, 10 de julho de 2018.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114