» mais
Comentar           Imprimir
Nacional
Terça, 09 de outubro de 2018, 18h54

Especialistas discutem tecnologias estratégicas para acumuladores de energia


O Seminário Acumuladores de Energia reuniu civis e militares em torno do debate sobre cadeia produtiva e tecnologias estratégicas. O evento, ocorrido nos dias 3 e 4, foi sediado no Grupamento de Apoio do Distrito Federal (GAP/DF). Dividido em três blocos, após a apresentação dos temas os participantes discutiram os assuntos abordados.

Na abertura, o secretário-geral do Ministério da Defesa, brigadeiro Carlos Augusto Amaral, destacou a oportunidade para propor ações conjuntas e efetivas sobre o assunto. De acordo com ele, o tema acumuladores de energia é estratégico para o país. Ele reforçou que, após as discussões, deveriam sair do evento com “ideias sinérgicas, propostas para serem encaminhadas ao governo”.

Em nome do secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Adriana Regina Martin participou da mesa de abertura. Ainda estiveram presentes o diretor do Departamento de Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia, Maximiliano Salvador Martinhão, Carlos Alexandre Príncipe Pires e o coordenador da Secretaria de Desenvolvimento e competitividade industrial do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Guilherme Garabed Kechichian.

No primeiro bloco, foi tratada sobre a Utilização de meios nacionais na produção de acumuladores de energia, apresentadas pela Empresa de Pesquisa Nacional, MDIC e o MCTIC.

As Perspectivas da indústria para acumuladores de energia foram abordadas por representantes o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD), do Parque Tecnológico de Itaipu (PTI), do Centro Tecnológico da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração e da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial.

No último bloco, o tema discutido foi Ciência e Tecnologia em Acumuladores de energia: da extração à reciclagem. O conteúdo teve apresentação a cargo dos especialistas do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações e do Instituto de Tecnologia Edson Mororó Moura.

Oportunidade

O engenheiro naval e capitão de corveta Rudolf Gnewuch, que trabalha na Diretoria industrial da Marinha, destacou que a realização do seminário é um ganho de cooperação com a participação de representantes do governo, universidades e empresas. “A finalidade comum é melhorar as empresas e as nossas capacidades tecnológicas o que pode, por consequência, aumentar o nosso capital de conhecimento técnico e potencialidade econômica no futuro do país”, alegou Rudolf.

Adriano Zanetti é engenheiro na área de energia do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Bndes) e veio do Rio de Janeiro para o evento. Para ele, essa foi uma oportunidade de discutir com diversos órgãos temas que precisam avançar. “Acumuladores de energia é um tema com grande potencial e possui diversas aplicações. Além da possibilidade de promover mudanças que vão permitir uma introdução maior de fontes renováveis não despacháveis, principalmente, solar e elétrica”, pontuou.

O seminário foi promovido pela Secretaria de Produtos de Defesa (Seprod) e realizado pelo Departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação (Decti), ligados ao Ministério da Defesa.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

O futuro político de Pedro Taques será:

Candidato a prefeito de Cuiabá em 2020
Voltar a operar na área de Direito
Não me interessa, problema dele.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114