» mais
Comentar           Imprimir
Variedades
Segunda, 16 de abril de 2018, 17h57

Grupo Flor Ribeirinha tem o apoio do governador para se apresentar na Rússia e países Europeus


.

"Mato Grosso Dançando o Brasil" é o espetáculo que o grupo Flor Ribeirinha da comunidade São Gonçalo beira rio, apresentará na Rússia, França e Suíça. Maior expoente da dança do Siriri em Mato Grosso e representante da cultura brasileira em vários eventos internacionais, o grupo terá o apoio do Governo do Estado para a sua nova turnê. No período de 15 de julho a 21 de agosto, o grupo estará na Rússia, ainda durante a realização da Copa do Mundo, e também participará de festivais na França e na Suíça. 

Uma reunião agendada com a Casa Civil, nesta terça-feira (17), em Cuiabá, irá formalizar o repasse dos valores referentes às passagens a serem pagas de acordo com a proposta do governador Pedro Taques com a direção do Flor Ribeirinha. "Para levarmos o nome de Mato Grosso para mais essa parte do planeta, precisamos dessa ajuda do Estado e o governador deixou claro que nos ajudará e que tem compromisso com a nossa cultura. Estou muito feliz com esta oportunidade de poder divulgar as belezas da nossa cultura e de homenagear as culturas das demais regiões brasileiras", disse a fundadora e presidente do Flor Ribeirinha, Domingas Leonor. 

Domingas relata que é preciso agilidade nesse processo, pois há tempo determinado para a confirmação das passagens aéreas. A turnê pela Europa vai exigir além das passagens, novos figurinos e toda uma logística de apresentação de considerável custo financeiro, mas de resultados surpreendentes à Mato Grosso. "Estamos numa corrida contra o tempo. Julho será um mês estratégico para Mato Grosso estar presente na Europa, por conta dos jogos da Copa do Mundo. Temos grãos, carnes e fibras sendo exportadas para o Mundo. O Flor Ribeirinha vai reforçar o marketing desse potencial, afinal, cultura também é produto tipo exportação", comentou Domingas. 

O governador Pedro Taques, esteve no quintal da Domingas, em São Gonçalo, fez um compromisso e enalteceu o trabalho que vem sendo realizado. Na ocasião, Taques agradeceu o grupo por divulgar a cultura cuiabana e matogrossense em outros Países. "Enquanto eu for governador do Estado, vou ajudar no que for preciso, para que vocês possam se apresentar nos festivais. Podem ter certeza que estarei ajudando para que o grupo possa participar dos festivais e também lutar para trazer para Mato Grosso um festival internacional" argumentou o governador. 

O diretor artístico e coreógrafo do Flor Ribeirinha, Avinner Augusto, garantiu que o grupo está empenhado para fazer o melhor trabalho. O repertório do espetáculo Mato Grosso Dançando o Brasil inclui o siriri, o boi bumbá, uma manifestação de Parintins, oriundo do Norte, a dança gaúcha com forte expressão cultural do Sul, o tradicional frevo do Nordeste e o samba, considerado uma das principais manifestações culturais brasileira. O espetáculo é composto de vários ritmos, sendo o carro-chefe, o siriri, a dança típica mato-grossense que reflete o multiculturismo. "O grupo encena danças tradicionais brasileiras com várias nuances, personagens, ritmos e gestualidades. Este é o espetáculo vencedor do Festival Internacional de Arte e Cultura, realizado na Turquia. A conquista do prêmio representa um marco na trajetória do grupo que há 25 anos vem se dedicando à preservação da cultura popular", lembrou. 

Desde 2010, o grupo tem percorrido vários países como o Peru, Paraguai e Argentina. Em parceria com a Federação Brasileira de Artes Populares – FEBRARP alçou voos maiores, participando de grandes Festivais Internacionais de Folclore na Europa, dentre eles na França, Suíça e Itália entre os anos 2013 e 2014. Já em 2016, competiu no "Cheonan World Dance Festival" na Coreia do Sul conquistando o 2º lugar do evento. Em 2017, participou da maior competição de Arte e Cultura do mundo, o "18º Festival Buyukçekmece" na Turquia, apresentando o espetáculo Mato Grosso Dançando Brasil.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

A onda 'não eleja parentes' pode afetar Emanuelzinho Pinheiro?

Afeta pois o pai prefeito Emanuel foi flagrado no caso do paletó furado.
Não afeta e segue separado dos problemas do pai
Tanto faz, o povo não não leva a sério o voto.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114