» mais
Comentar           Imprimir
Variedades
Sábado, 12 de maio de 2018, 10h08

Reeducandas participam de 'tarde cultural' em comemoração ao dia das mães


.

Com a proposta de promover o resgate da autoestima das reeducandas que são mães e estudantes, a Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May promoveu em parceria com a Escola Estadual Nova Chance, uma tarde cultural nesta quinta-feira (10.05).

Participaram da atividade 20 internas. Durante o evento, elas ouviram louvores e mensagens ministradas pelo grupo Louvor e Aliança. A tarde terminou com uma pausa para o lanche que teve macarronada como prato principal.

Parece simples, mas esse momento de adoração e confraternização com as colegas de cela é avaliado positivamente pela recuperanda Simone Aparecida, 37 anos. Ela compara as atividades culturais como um energético que revigora sua força e aumenta a resistência. “Esse evento com a palavra de Deus da mais animo pra gente resistir e sair daqui de cabeça erguida”, conta.

Reclusa há seis anos e mãe de dois filhos, Simone tem orgulho de dizer que conseguiu concluir o ensino médio na unidade e está ansiosa para fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para cursar a faculdade de enfermagem.

“Eu aprendi a gostar de estudar e os professores foram muito pacientes. Agradeço a eles por minha conquista. Minha família está muito feliz por mim”, diz a reeducanda que descreve estar animada para ingressar no ensino superior.

O projeto

A Tarde Cultural ocorre a cada bimestre. Este é o segundo encontro do ano, o primeiro foi realizado em março e teve a participação da Companhia Cena Onze que apresentou teatro para as alunas da unidade.

Conforme a idealizadora da atividade e coordenadora de Educação da Penitenciária, Margaret Anderson de Oliveira, o projeto é direcionado para as internas que estudam que segundo ela, totaliza 43 alunas.

Margaret ainda explica que o local onde são realizas os encontros foi revitalizado. Antes, a área era uma sala vazia “O lugar estava sem vida, então usamos esse espaço para ocupar com eventos em benefício das meninas que estudam. Com isso, elas não ficam ociosas dentro da cela”.

O diretor da Escola Estadual Nova Chance, Paulo de Oliveira Junior, ressalta que o projeto também visa incentivar as outras reeducandas que estão fora da sala de aula a estudarem. “Nós percebemos uma dificuldade de frequência nas aulas por parte das internas, dai tivemos a ideia de realizarmos a tarde cultural para motivar as alunas a participarem tanto dos eventos quanto das aulas regulares porque acreditamos na ressocialização através da educação”, acredita o diretor.

A unidade também promove atividades esportivas com a proposta de incentivar interação e diminuir o sedentarismo entre as meninas. Para a diretora da unidade, Elizabeth Ourives, essas ações vão de encontro aos ideais da ressocialização e colaboram no tratamento mais humanizado. “Esses momentos são únicos e importantes, pois conseguimos tirar elas das grades e leva-las para um espaço de interação”, finaliza.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

O futuro político de Pedro Taques será:

Candidato a prefeito de Cuiabá em 2020
Voltar a operar na área de Direito
Não me interessa, problema dele.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114