» mais
Comentar           Imprimir
Variedades
Domingo, 03 de junho de 2018, 17h31

Trocar o pneu: quando é hora e dicas para cuidar bem


.

Os pneus do carro são itens que devem ser constantemente vistoriados. Eles são responsáveis por gerar o atrito com o solo e, caso não estejam nas condições ideais, são um risco para a segurança do motorista e de todos os outros passageiros. Abaixo, fizemos um breve guia sobre a história do pneu, quando trocar e quais são os principais tipos. Confira:

Quando surgiu o pneu?

A invenção do pneu ajudou a introduzir toda a popular toda a indústria automobilística. E a história de como ele surgiu pode ser dividida em algumas partes: tudo começou com o americano Charles Goodyear inventando o processo de vulcanização da borracha, em 1844.

Já o primeiro pneu com câmara de ar foi feito pelo escocês John Boyd Dunlop. Antes disso, rodas eram feitas de madeira ou ferro, em sua maioria. Dunlop patenteou a sua ideia (e viu a patente ser invalidada pela invenção parecida de outro escocês -- Robert William Thomson. Dunlop ganhou nos tribunais e validou a sua patente. Depois, os irmãos Michelin, em 1981, inventaram um pneu que podia ser desmontado da roda e substituído. No século XX, o pneu foi modificado e modernizado de acordo com a evolução dos automóveis.

Quanto tempo dura um pneu?

Uma pergunta relativa. A durabilidade de um pneu depende das condições de condução, além dos cuidados do usuário. Um pneu utilizado em condições que exigem mais do equipamento, como offroad, costumam durar menos. No entanto, pode-se estimar que pneus duram de 25 a 70 mil quilômetros.

Quando devo trocar o pneu?

É a melhor maneira de saber quando trocar o pneu é se baseando no Tire Wear Indicator. O Tire Wear Indicator é um indicador de desgaste do equipamento, que ajuda os motoristas na hora de saber se é hora de trocar os pneus. São dois tipos de TWI: o primeiro é um ressalto de borrachas dentro dos sulcos maiores do pneu -- como gasto, esse sulco vai diminuindo de profundidade. Segundo o Código Brasileiro de Trânsito, esse sulco não pode ultrapassar 1,6mm de profundidade. Olhar o lado interno do pneu é outro TWI, já que os pneus podem gastar de maneira desigual, caso o carro esteja desalinhado.

Há ainda outras maneiras que você pode perceber que é hora de fazer a troca de pneus. Caso esteja desgastado, o pneu pode aumentar o atrito com o solo -- mesmo que esteja calibrado corretamente. Portanto, ficar de olho no consumo de combustível pode ser um jeito de descobrir que é hora de trocar o pneu. Preste atenção também na condução -- o volante pode trepidar mais com pneus gastos.

Como cuidar da maneira correta dos pneus?

Para evitar acidentes e manter o carro em bom estado, deve-se ser feita uma vistoria dos pneus de tempos em tempos. A dica mais simples é manter a calibragem correta de cada veículo. Além de ser importante para a vida útil do pneu, a calibragem correta também ajuda a consumir menos gasolina, como explicamos aqui. A Jaguar dá outras dicas para evitar o desgastes do pneu, como evitar a patinagem excessiva, já que as forças liberadas podem danificar a estrutura do pneu e causar uma falha.

Vale lembrar também de evitar a contaminação dos pneus com fluidos do veículo, já que também pode danificar o pneu. Por último, a dica é jamais dirigir o veículo com um pneu danificado, desgaste excessivo ou inflado incorretamente. A condução agressiva do veículo, como freadas bruscas ou aceleradas repentinas, também interferem na vida útil do pneu.

O que pode acontecer se pneus não forem trocados na hora certa?

Caso os pneus não forem trocados com o aumento da profundidade dos sulcos, ele começa a ficar gasto -- ou careca, como costumamos dizer. O desgaste aumenta a possibilidade de aquaplanagem -- quando o pneu fica sem atrito com o asfalto em uma superfície molhada. Além disso, o pneu careca possibilita o surgimento de bolhas ou deformações, que podem causar graves acidentes. Além de não estar nos conformes do Código Brasileiro de Trânsito, podendo ocasionar multas e até mesmo a apreensão do veículo.

Quais são os tipos de pneus?

Existem diferentes tipos de pneus e várias maneiras de nomear os equipamentos. A categorização mais famosa deles é a do pneu off road, on road e misto. Como o nome já diz, o pneu offroad é indicado para veículos que enfrentam terrenos irregulares -- os seus sulcos são maiores e sua estrutura é reforçada. Já o onroad tem sulcos menores, o que aumenta o atrito com o solo. O misto o misto normalmente é produzido com materiais diferentes e é a opção melhor pensando em sustentabilidade, já que traz menos resistência e possibilita menos redução de combustível.

Há outra nomenclatura para os tipos de pneu: passeio, light truck, special trailer e temporários. O de passeio é para o veículo comum, o light truck é indicado para vans e SUVs e o special trailer são para reboques e veículos de grande porte. Os temporários entram na categoria dos pneus para estepe. Escolher o tipo certo de pneu é importante para usufruir ao máximo do carro, além de evitar acidentes: um pneu de passeio, por exemplo, não suporta uma carga tão alta. Logo, usar um pneu convencional em uma caminhonete pode ser perigoso.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Sobre taxação do agronegócio em MT, o que você sugere?

Não deve ser taxado e fica como está.
Muda o discurso e industrialize
Apenas fogo de palha. Logo se acertam.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114