» mais
Comentar           Imprimir
Variedades
Quarta, 31 de outubro de 2018, 12h51

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJR), deputado Max Russi, destacou a aprovação


Davi Valle
.

“Hoje tive a grata satisfação em receber os alunos do Instituto Cultural Flauta Mágica que puderam conhecer um pouco do meu trabalho como prefeito da nossa Capital”. Assim foi a abertura da reunião realizada na manhã desta terça-feira juntamente com o idealizador do projeto, maestro Gilberto Mendes e a voluntária Márcia Ferreira que vieram pedir que a Prefeitura seja a grande parceira das ações desenvolvidas pelo Instituto há vinte anos.

Em duas décadas de história, o Instituto Cultural Flauta Mágica acumula centenas de momentos que marcaram esses anos de trabalho ininterruptos, quando mais de cinco mil crianças e jovens, em situação de vulnerabilidade social, foram acolhidas e tiveram suas histórias de vidas transformadas pelo projeto.

De acordo com o maestro Gilberto Mendes, mais do que simplesmente formar grandes profissionais da música, a nossa meta é formar cidadãos. O propósito diferenciado do instituto, segundo Gilberto, é o que torna possível o respeito mútuo entre as pessoas, preparando os adolescentes para entrar no mercado de trabalho, seja no meio artístico ou em outra área.

Ao longo de sua existência, o projeto vem desenvolvendo de forma responsável o lado educacional e profissional de seus alunos. “Por isso é que viemos pedir a ajuda do prefeito e da primeira-dama Márcia Pinheiro que conhecem a essência do nosso Instituto. Tenho plena certeza que o trabalho unido tem muito mais força, podendo alcançar um número bem maior de pessoas. Hoje atendemos 350 crianças e adolescentes”.

A voluntária Márcia Ferreira informou que cada criança atendida tem um custo mensal para o projeto de R$50. “Atualmente contamos com a ajuda de voluntários que somam um total de R$6.000 mensais, no entanto as despesas chegam a R$15.000, por isso viemos pedir a ajuda do nosso prefeito para que possamos continuar a abraçando a causa dessas crianças e jovens em risco de vulnerabilidade e exclusão social”, declarou ela.

Exemplo de determinação e que o projeto gera mesmo grandes resultados é do então atual professor que já foi aluno do instituto. Waldecy de Abreu conta que sua vida mudou completamente. Ele que entrou no Flauta Mágica com 16, hoje está com 31 anos e teve a oportunidade de repassar as experiências já vividas. “Se todo mundo tivesse a chance que eu tive, o mundo seria bem melhor. Temos que aproveitar as oportunidades que chegam até nós. Fazer o bem sem olhar a quem”, comentou Waldecy.

Outro exemplo de força e superação é da jovem Neyanne Gonçalves. “Quando comecei a participar do projeto tinha apenas três anos. Hoje estou com 16 e dou aula de flauta doce para crianças. Ensino a eles que quando a gente quer, podemos fazer acontecer e nos tornarmos diferente”, disse ela.

A mãe e professora Maria de Fátima Rodrigues pediu a palavra e reforçou que o Instituto Flauta Mágica tem muito com o que somar com a Prefeitura de Cuiabá. “Sou prova de que a música transforma vidas. Meu filho hoje é bem mais responsável, educado e estudioso. É um projeto muito valioso para nossa sociedade. Posso afirmar que se a Prefeitura abraçar essa causa, além de contribuir vai ganhar também”.

O prefeito Emanuel Pinheiro foi bem claro e disse que irá estudar os meios corretos e burocráticos para que essa parceria com o Instituto Flauta Mágica seja firmada. “Vocês podem contar comigo e com minha esposa Márcia Pinheiro. Nós, com toda certeza seremos padrinhos dessa grande ação de inclusão social. Irei fazer uma reunião com meus secretários de Educação, Cultura, Esporte e Lazer e de Comunicação para que possamos alinhar as estratégias corretas de atuação da Prefeitura com o Instituto. A Prefeitura está de portas abertas para ações dessa natureza, que além de despertar e fazer florescer talentos resgata almas e vidas”.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

O futuro político de Pedro Taques será:

Candidato a prefeito de Cuiabá em 2020
Voltar a operar na área de Direito
Não me interessa, problema dele.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114