» mais
Comentar           Imprimir
Variedades
Quarta, 30 de janeiro de 2019, 06h32

Ribeirinho Cidadão concretiza sonho de casamento de professora


Tapete vermelho, flores, decoração intimista com o tema ‘amor’ para celebrar a união. Foi nesse cenário que o sonho de se casar e oficializar o relacionamento de seis anos se tornou realidade para a professora do município de Barão de Melgaço, Luciane Domingas da Trindade Oliveira. Graças ao projeto Ribeirinho Cidadão e à surpresa do marido, que planejou tudo, se casaram em cerimônia coletiva, realizada na última edição do projeto, promovido pelo Poder Judiciário de Mato Grosso e Defensoria Pública estadual.

O casamento comunitário é uma das ações que é levada às comunidades pantaneiras, que muitas vezes não possuem esse tipo de serviço na cidade ou até mesmo pelo fato de algumas pessoas que moram em localidades mais afastadas poderem ter acesso a esse tipo de atendimento.

Luciane conta que o marido, Odilson da Silva Oliveira, fez a inscrição para o casamento comunitário assim que soube que a equipe do Ribeirinho Cidadão estaria na cidade. Ele tinha conhecimento do sonho da companheira em casar e, como também era da vontade dele também, não perdeu tempo.

A professora disse que quando ele lhe contou, ficou bastante emocionada. Por questões relativas à organização do evento, a data foi transferida para o dia seguinte, então, com mais tempo, Luciane providenciou vestido clássico branco, buquê e, no tão esperado dia, foi ao salão preparar cabelo e fazer maquiagem.

“Tinha o sonho de casar, mas não imaginava que fosse numa cerimônia tão bonita. Pensava que seríamos somente nós dois, em um cartório. Mas, do jeito que foi, foi bem melhor. Ele estava todo entusiasmado”, relata.

Ao chegar no centro comunitário, lugar escolhido para a realização da cerimônia, Luciane conta ter sido surpreendida, primeiro com o local todo decorado e segundo por ganhar da equipe da Justiça Comunitária do Tribunal de Justiça de Mato Grosso um buquê. Ela também ficou maravilhada ao ver o carinho, com todos os casais e o cuidado com os detalhes da decoração.

“O centro comunitário estava um ambiente propício para nós que vivemos aquele momento tão especial. Foi tudo muito bem organizado. Tinha providenciado um buquê, mas ver que a equipe do Ribeirinho pensou até nisso e entregou um para cada uma de nós foi surpreendente. Eles foram super atenciosos e carinhosos com todos. Fomos muito bem acolhidos. Ninguém imaginou que seria tão bom assim”, contou.

Luciane  e Odilson 


A filha Lívia, fruto da união de Luciane e Odilson, foi escolhida para ser a porta aliança e entre os convidados estavam a mãe da noiva, as madrinhas do casal e o filho do marido, presenças que se somaram à alegria do momento que estavam vivendo. Além disso, o prefeito da cidade, Élvio Queiroz, e a primeira-dama, Cris Veronica, prestigiaram o evento.

“Essa é uma oportunidade que todos querem e, por isso, só temos a agradecer, primeiramente a Deus e depois aos organizadores por trazerem um evento assim para a nossa cidade, não só com o casamento, mas com os outros serviços que ofereceram também”, falou.

Durante a passagem do Ribeirinho Cidadão pelo município de Barão de Melgaço a família de Luciane aproveitou para utilizar outros serviços, como a confecção do CPF da filha e a mãe dela consultou com o médico oftalmologista.

Este ano a ação ocorrerá de 4 a 25 de fevereiro. A professora disse que ela e a família já esperam pelos serviços e mais um casamento na família vai ser realizado, dessa vez será o afilhado, que já fez a inscrição e vai oficializar a união durante o casamento comunitário.

“Os serviços oferecidos pelo Ribeirinho Cidadão ajudam muita a gente, valorizam nossa cidade e nosso povo e fica bem mais prático para a gente que mora aqui. Às vezes algumas pessoas não têm condições de ir para Cuiabá em busca desses serviços, por isso é tão importante”, finalizou Luciane.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Sobre taxação do agronegócio em MT, o que você sugere?

Não deve ser taxado e fica como está.
Muda o discurso e industrialize
Apenas fogo de palha. Logo se acertam.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114