» mais
Comentar           Imprimir
Variedades
Quarta, 12 de junho de 2019, 23h00

Maya estreia dia 27 de junho nos cinemas, com distribuição da Zeta Filmes


 Maya, um filme de Mia Hansen-Love.

Gabriel é repórter, correspondente de guerra, e acaba de retornar a Paris depois de ficar quatro meses refém de terroristas na Síria. A cidade, seu pai, a ex-mulher, nada mais parece prendê-lo ali. Parte para Goa, o lugar que remete sua infância, em busca de um pertencimento, algum novo sentido. Entre viagens pela Índia, Gabriel reencontra a mãe, que vive no país há algum tempo e de quem ele se mantém distante, e na casa de seu padrinho encontra com a jovem Maya.

Maya, novo trabalho da diretora francesa Mia Hansen-Løve, que teve sua estreia na última edição do Festival Internacional de Cinema de Toronto. É o segundo filme da realizadora lançado pela Zeta Filmes no circuito brasileiro: em 2016, foi lançado o filme O Que Está por vir, protagonizado por Isabelle Huppert.

105 min., 2018, França, DCP
Cabine – São Paulo
Data: 17/06 – Segunda-feira
Horário: 10h30

Local : Espaço Itaú Frei Caneca - Sala 6

Ficha técnica

Roteiro: Mia Hansen-Løve
Fotografia: Hélène Louvart
Montagem: Marion Monnier
Som: Vincent Vatoux
Música: Raphael Hamburger
Produção: Les Films Pelléas (Philippe Martin e David Thion)
Elenco: Roman Kolinka, Aarshi Banerjee, Alex Descas, Pathy Aiyar, Suzan Anbeh, Judith Chemla, Johanna Ter Steege
Título original: Maya

Sobre a diretora:

Mia Hansen-Løve nasceu em Paris, em 1981. Começou sua carreira como atriz tendo atuado em dois filmes de Olivier Assayas: Fin Août, Début Septembre (1998) e Les Destinées Sentimentales (2000). Estudou no Conservatório Municipal de Arte Dramática de Paris em 2001; no período de 2003 a 2005 escreveu críticas para a Cahiers du Cinéma, enquanto filmava diversos curtas-metragens, tais como: Après mûre reflexion (2003), Un pur esprit (2004), Offre spéciale (2005) eLaisse passer l’été (2005). Em 2007, estreou na direção com Tout est pardonné, que foi selecionado para a Quinzena dos Realizadores de Cannes e recebeu o Prêmio Louis Delluc de Melhor Filme. Seu trabalho seguinte, Le Père de mes enfants (2009), ganhou o Prêmio Especial na Un Certain Regard, em Cannes. Un amour de jeunesse, seu terceiro longa-metragem, recebeu Menção Especial do Júri no Festival de Locarno (2011), enquanto seu quarto filme, Eden (2014), foi selecionado para o Festival de Toronto. Já com O que está por vir (2016), Mia recebeu o Urso de Prata de Melhor Direção no Festival de Berlim.

Filmografia:

O que está por vir (2016)
Eden (2014)
Un amour de jeunesse (Goodbye first love) (2011)
Le Père de mes enfants (The father of my children) (2009)
Tout est pardonné (All is forgiven) (2007)

Festivais

Toronto International Film Festival 2018
Seville European Film Festival 2018
Göteborg Film Festival 2019


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Em quem você votaria hoje para prefeito de Cuiabá?

Pedro Taques
Blairo Maggi
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114