Cuiabá | MT 25/10/2021
Variedades
Sábado, 02 de outubro de 2021, 06h28

Número de inscritos no Mais MT Muxirum supera expectativas em Nova Brasilândia


.

Com número de inscrições acima da expectativa, o programa Mais MT Muxirum é sucesso em Nova Brasilândia. Foram formadas 12 turmas, uma delas no Lar dos Idosos. Já são 120 estudantes aprendendo as primeiras letras. O atendimento acontece até mesmo na residência de idosos que, por problema de saúde, não podem se deslocar.

Essa é a terceira vez que o município adere ao programa que tem como objetivo erradicar o analfabetismo em Mato Grosso, entre pessoas com mais de 15 anos, nos próximos cinco anos.

Nas edições anteriores, durante três anos, cerca de 210 pessoas foram alfabetizadas.

Secretário Municipal de Educação, Cultura e Desporto de Nova Brasilândia, Junior Aparecida de Oliveira destaca que durante a pausa na realização do programa, devido à pandemia da Covid-19, a população sentiu falta das aulas. “Houve muita procura pela continuidade do Mais MT Muxirum. Os alunos que foram alfabetizados nos anos anteriores também procuraram a secretaria para serem inseridos nas classes de alfabetização da Educação de Jovens e Adultos, já queriam dar continuidade aos estudos”.

As aulas começaram no mês setembro. O Mais MT Muxirum é desenvolvido em uma parceria entre Estado e municípios, com turmas reduzidas entre 10 e 15 alunos, respeitando as regras de biossegurança contra a Covid-19.

“Eu dou a nota 10 para o programa, que vem para atender o anseio da população que não teve a oportunidade de ser alfabetizada na idade certa e tem sonhos de ler e escrever o nome. Ou seja, é um programa que vem de encontro com a necessidade de cada município, que tem um papel fundamental, também, de fomentar essas ações”, ressalta Júnior.

A coordenadora do projeto no município, Maria Bernadete Soehn da Costa, destaca que houve um trabalho amplo de divulgação, de busca ativa dos estudantes e, com a garantia de todas as medidas de biossegurança, a população aderiu de forma ampla, superando a expectativa das inscrições.

Ela afirma que a experiência como coordenadora é gratificante e produtiva e destaca o apoio do secretário municipal e da equipe da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT).

“O Projeto Mais MT Muxirum veio para fazer a diferença na vida das pessoas que não sabem ler e escrever. Com o programa, poderão ir a um banheiro público sem passar constrangimento de perguntar qual é o masculino ou feminino, ler placas na rua, evitando acidentes. Vão deixar de usar a digital, pois saberão assinar o próprio nome”, afirma a coordenadora.

Alfabetizadora no município, Célia Gomes Nelo Oliveira está presente desde o primeiro ano de adesão ao programa, em 2018. Para ela, cada ano é uma experiência nova e repleta de aprendizado, para ambos os lados.

“Eu gosto muito e acompanho até depois que o programa termina, porque é muito bom ver eles se sentirem felizes com isso. Esse projeto me trouxe muita felicidade, ouvir um aluno dizer que hoje está assinando o próprio nome é bom demais”, finaliza.




Busca



Enquete

Quem é o mais culpado pela não conclusão do VLT em Cuiabá?

Mauro Mendes quando prefeito de Cuiabá 2013/2017?
Emanuel Pinheiro quando deputado estadual 2010/2014?
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114