» mais
Comentar           Imprimir
Turismo
Sexta, 15 de setembro de 2017, 17h33

Alagoas comemora 200 anos de emancipação política com virada cultural


O estado de Alagoas comemora, no próximo sábado (16) e domingo (17), o bicentenário de sua emancipação política com uma virada cultural que vai ter como um de seus principais atrativos a diversidade musical alagoana. A festa vai durar 24 horas e será no bairro do Jaraguá, centro histórico de Maceió. Três palcos vão receber mais de 100 artistas.

Serão montados dois palcos no Estacionamento do Jaraguá, que receberão mais de 20 atrações musicais durante os dois dias de festividades. Já na Praça Dois Leões, um palco será montado para receber apenas artistas alagoanos, que levarão a autêntica música de Alagoas à população.

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) também será um dos pontos de festa. Lá, os amantes da música clássica poderão apreciar a tradicional música de câmera, a partir das 17h de sábado. Na Praça Marcílio Dias, a diversidade será o ponto central, com hip-hop, rock, música eletrônica e DJs, durante todo o fim de semana.

Um cortejo será acompanhado pela população até o bairro de casario histórico e igrejas centenárias para celebrar a data. A cultura alagoana será representada por maracatus, afoxés, bumba-meu-boi, coco de roda, pífanos, fandango, reinado, capoeira, chegança, pastoril, guerreiros, quadrilhas juninas e até escolas de samba, entre outros grupos.

Paraíso natural

O estado de Alagoas, em especial a capital Maceió, é reconhecido nacionalmente pela beleza dos atrativos naturais, como as praias de Ponta Verde e Pajuçara. Algumas opções de atividades são os passeios às piscinas naturais aquecidas pelo sol alagoano e a prática de esportes náuticos, como a natação e o surf. Também é possível conhecer a biodiversidade e a história naval da região por meio de mergulhos turísticos.

Os municípios do interior alagoano, como Murici e União dos Palmares, também encantam os turistas com a beleza de paisagens naturais compostas por cachoeiras e serras cobertas pela biodiversidade da Mata Atlântica. O local conta ainda com o legado cultural africano e a história do maior quilombo do Brasil, que são preservadas na Serra da Barriga, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1986. 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114