» mais
Comentar           Imprimir
Turismo
Sábado, 23 de setembro de 2017, 13h51

Escritório Brasileiro de Turismo é aberto na Rússia


O governo brasileiro inaugurou, neste mês, um Escritório Brasileiro de Turismo (EBT) na Rússia, país que sediará a Copa do Mundo FIFA em 2018. O EBT é responsável por reunir informações estratégicas sobre os mercados internacionais que norteiam o planejamento da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), e apoiar a comercialização no mercado por meio de fornecimento de dados e material promocional sobre os destinos brasileiros.

“A abertura do EBT de Moscou é mais uma demonstração do quanto o mercado russo é importante para o Brasil”, afirmou o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz. Segundo ele, é importante frisar que não houve nenhum gasto por parte da Embratur para a abertura desse escritório. “Houve apenas um remanejamento de EBTs. A partir de agora, a estrutura da Holanda está lotada na Rússia. Desse modo, o escritório holandês já foi assimilado pelo EBT França”, informou.

Para inaugurar o EBT Rússia, a Embratur levou em consideração dados importantes do Ministério do Turismo. “O Anuário Estatístico do Turismo mostrou que o número de turistas russos no Brasil subiu de 13 mil, em 2008, para quase 24 mil, em 2016, o que fez com que elencássemos o País como um dos mercados prioritários da Europa”, destacou Lummertz. O mercado russo está entre os 10 países emissores de turistas mais importantes do mundo e, de acordo com a Associação de Operadoras de turismo da Rússia (ATOR), o fluxo emissivo da Rússia cresceu quase 29% no primeiro semestre de 2017.

Copa do Mundo na Rússia

De acordo com o coordenador-geral de Inteligência Competitiva e Mercadológica do Turismo, Alisson Andrade, a ideia é aproveitar o período de preparação para a Copa do Mundo para lançar o Brasil em agências de viagem e operadoras de turismo, e divulgar os destinos e os produtos turísticos brasileiros na Rússia. “As reuniões com operadoras importantes do mercado já tiveram início) e a o EBT tem sido recebido com muito entusiasmo”, destacou o coordenador da Embratur.

“É fundamental estabelecermos relações com o trade daquele País neste momento. E podemos usar, entre outras estratégias, as similaridades entre os dois países. Ambos têm muito em comum: expressiva área territorial, numerosa. 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114