» mais
Comentar           Imprimir
Turismo
Sexta, 08 de junho de 2018, 07h06

Bragança abre as portas para o São João


Roberto Castro
.

 Já são 30 anos de um dos mais tradicionais festejos juninos do estado do Pará. Em Bragança, distante cerca de 210 km da capital Belém, o São João tem pé fincado na essência da cultura brasileira com cores e sabores da gastronomia paraense, quadrilhas, bois-bumbás e cordões de pássaros que levam para o palco e para as ruas muita dança, música e alegria. Assim será no XXX Festival Junino de Bragança que ocorre de 7 a 11 de junho na Praça de Eventos da cidade.

Na praça, a multidão se aglomera para ver a disputa das quadrilhas. Não uma performance comum, mas apresentações teatrais que contam histórias e lendas da Amazônia. O cordão de pássaros, de uma singeleza ímpar, coloca em cena os personagens da índia, do caçador e do pássaro, desenvolvendo tramas com os mais diversos enredos. Este ano, a gastronomia será ainda mais valorizada no Festival Junino de Bragança com a avaliação, por um júri técnico, dos pratos servidos na festa.

O palco principal, além das apresentações folclóricas, incluirá três nomes nacionais e mais de 10 bandas locais. O imenso arraial repleto de barraquinhas gastronômicas também contará com a Casa do Xote, onde o ritmo nordestino é dançado do jeitinho que a marujada implantou em Bragança; a Casa Caeteuara, destinada à produção do criativo artesanato local; a Taberna Caeté, grande novidade do evento, onde estarão à venda produtos bragantinos que são produzidos e comercializados em escala, podendo ser encontrados em outros municípios e estados. Haverá, ainda, a Casa da Farinha, produto cuja qualidade “genuinamente caeteuara – dos Caetés” tem reconhecimento internacional.

Quem já foi, não esquece. A jornalista Priscilla Aguiar, que visitou a festa no ano passado, a convite do Ministério do Turismo, classifica a experiência como enriquecedora. “Além de ter sido agraciada por lindos espetáculos, conheci os bastidores dessa festa, pessoas humildes que se dedicam o ano inteiro para fazer bonito durante o São João. O mundo precisa conhecer pelo menos um pouquinho de tudo isso que nosso povo saber fazer”.

BALANÇO – Em 2017, o Arraial dos Caetés em Bragança (PA) recebeu mais de 50 mil pessoas em quatro dias com a geração de 1,2 mil empregos diretos e indiretos e movimentação econômica de R$ 124,5 mil. Foram beneficiadas comunidades tradicionais e produtores de farinha, o ouro branco da região.

O XXX Festival Junino de Bragança é uma realização da prefeitura municipal, por meio da Secretaria de Cultura, Desportos e Turismo. Conta com aporte de recursos do Ministério do Turismo e apoio do SEBRAE, através do serviço de ambientação e qualificação do evento.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

O futuro político de Pedro Taques será:

Candidato a prefeito de Cuiabá em 2020
Voltar a operar na área de Direito
Não me interessa, problema dele.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114