» mais
Comentar           Imprimir
Geral
Quinta, 18 de maio de 2017, 11h06

Chris Cornell, vocalista do Soundgarden, morre aos 52 anos


Chris Cornell em show com o Prophets of Rage and Friends. AFP / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / KEVIN WINTER 

O cantor Chris Cornell, um dos grandes ídolos do grunge, dono de um registro vocal único e vocalista do grupo Soundgarden, morreu após uma apresentação do grupo em Detroit, no que parece ter sido um suicídio, noticiou a imprensa americana nesta quinta-feira.

Pioneiro do grunge nos anos 1990 com o Soundgarden, Cornell, que tinha 52 anos, foi encontrado inconsciente por serviços de segurança em seu quarto de hotel, em Detroit, após um alerta da família.

Ele tinha acabado de se apresentar no Fox Theater desta cidade do estado de Michigan, na última escala da turnê nacional da banda, que se reuniu em 2010.

A polícia local “investiga um possível suicídio”, declarou a agente Jennifer Moreno, ao destacar que as autoridades não haviam chegado a uma conclusão ainda.

A esposa do cantor, Vicky Karayiannis Cornell, e o restante da família “estão chocados por receber notícias de sua morte repentina e inesperada, e trabalham em colaboração com o médico legista para determinar a causa” da morte, informou seu representante, Brian Bumbery, em um comunicado.

Voz

Chris Cornell, que teve pouca formação musical, tinha uma voz com um registro amplo, que abrangia quase quatro oitavas, do barítono ao tenor, que podem ser ouvidas em uma das canções mais conhecidas do Soundgarden, “Black Hole Sun”.

Em 1984, Cornell cofundou o Soundgarden, uma das quatro bandas conhecidas pelo movimento grunge, ao lado de Nirvana, Alice in Chains e Pearl Jam. O grupo se separou em 1997.

Sua morte fecha um capítulo neste gênero, herdeiro do punk rock com uma pegada introspectiva. O vocalista do Nirvana, Kurt Cobain, suicidou-se em 1994 e o do Stone Temple Pilots, Scott Weiland, morreu de overdose durante uma turnê em 2015.

Depois de cantar na banda Temple of the Dog, Chris Cornell fundou o Audioslave no começo da década de 2000, junto com outros três ex-integrantes do Rage Against The Machine. Com essa banda, ele se apresentou para dezenas de milhares de pessoas em 2005, em Cuba.

Em 2006, ele interpretou “You know my name”, a canção principal de “Casino Royale”, filme da série James Bond.

Drogas e depressão

O guitarrista de Aerosmith, Joe Perry, lamentou no Twitter a “triste perda de um grande talento para o mundo, seus amigos e sua família. Descanse em paz”. “Celebramos o gênio de Chris Cornell”, tuitou o Rage Against The Machine.

Cornell nasceu em Seattle (noroeste), berço do grunge, inspirado no niilismo do punk e no heavy metal. O estilo teve grande popularidade entre 1991 e 1994. Neste ano, precisamente, o Soundgarden alcançou o primeiro lugar no ranking dos discos nos Estados Unidos com “Superunknown”.

A banda tinha um dos sons mais pesados do grunge, ainda que Cornell fizesse referência aos Beatles, grupo que ouvia quando criança e que foi sua maior influência.

O cantor lutou por toda a vida contra a depressão e o abuso de drogas, e chegou a a telefonar, inclusive, para uma revista musical da cabine telefônica de uma clínica de desintoxicação para avisar que ia cancelar uma turnê.

Ele deixa três filhos, dois com a segunda esposa, Karayiannis, uma empresária do ramo musical de origem grega, a quem conheceu em Paris. 

Mundo Bit


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

A retomada das obras do VLT pode ser:

Palanque político para 2018
Mais uma balela sem fim
Confio na solução do problema
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114