» mais
Comentar           Imprimir
Geral
Terça, 07 de novembro de 2017, 11h32

Rota do Oeste realiza mais de 500 atendimentos durante o feriado


.

No feriado prolongado de Finados, dos dias 1º a 5 de novembro, a Rota do Oeste realizou 584 atendimentos mecânicos nas rodovias sob concessão no Estado, valor 9% menor ao feriado de Nossa Senhora da Aparecida (12 de outubro). Responsável por 850,9 quilômetros de rodovia, na divisa do Estado com Mato Grosso do Sul a Sinop, a Concessionária possui também a atribuição de prestar atendimento mecânico e médico aos condutores e pedestres que trafegam pelas BR-163 e BR-364, além de um trecho da Rodovia dos Imigrantes (BR-070).

Conforme dados registrados pela Concessionária, o primeiro dia do feriado foi o com maior número de atendimentos mecânicos, com 130 casos. Ao todo, foram 584 atendimentos, sendo 362 veículos liberados após o socorro prestado pela Rota do Oeste. No feriado anterior, este número chegou a 640 atendimentos mecânicos.

Para o gerente de Tráfego da Rota do Oeste, Wilson Ferreira, a diminuição no número de atendimentos pode sinalizar o maior cuidado por parte dos condutores com seus veículos.

“Temos alertado constantemente aos motoristas que façam a revisão de seus carros antes de pegar a estrada, principalmente, durante o feriado. A redução nos atendimentos mecânicos indica que cada vez mais eles estão se conscientizando da importância disso. Carros e itens de segurança revisados representam menos riscos de panes e incidentes na rodovia”, destacou.

Dados – Em relação aos atendimentos médicos/clínicos, o total foi de 164 casos, incluindo vítimas de acidentes, não provenientes de acidentes e ilesos. De 1º a 5 de novembro, foram 42 acidentes registrados no trecho sob concessão da Rota do Oeste, deixando 24 pessoas feridas e uma morte confirmada. Em relação às vítimas de acidentes durante o feriado as equipes médicas da Rota concluíram atendimento no local em 65% dos casos, não sendo necessária a remoção.  


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114