Artigos

Infeliz o povo que depende de uma eleição
Amadeu Roberto Garrido de Paula
Nossa democracia tem solução - e não é intervenção
Fellipe Corrêa
Restaurar o futuro
Coriolano Xavier
Saúde e fake news
Luiz Evaristo Ricci Volpato
As Redes Sociais podem acabar?
João Alves Daltro
» mais
Comentar           Imprimir
Geral
Terça, 07 de novembro de 2017, 17h42

Servidores de Várzea Grande recebem curso para atender o eleitor com excelência


.

Após ministrar com sucesso, aos servidores dos cartórios eleitorais de Cuiabá, um curso voltado para a excelência no atendimento ao eleitor, o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso desta vez capacita os servidores e prestadores de serviço lotados nas Centrais de Atendimento ao Eleitor de Várzea Grande.

O curso "Visão Sistêmica do Atendimento Público ao Cidadão-Eleitor", direcionado aos atendentes e servidores de Várzea Grande e da Ouvidoria Eleitoral, teve início nesta terça-feira (07/11) e seguirá até o dia 14, na sede do Tribunal.

O presidente em exercício do TRE-MT, desembargador Pedro Sakamoto, abriu o curso ressaltando que o eleitor é a razão de existir da Justiça Eleitoral e que, portanto, deve ser tratado com respeito, profissionalismo, cordialidade e atenção dobrada para eventual necessidade de tratamento especial.

"Queremos que vocês tenham essa percepção, que precisamos de servidores não só competentes como vocês já são, mas também tenham essa visão de atendimento ao público. A Justiça Eleitoral precisa ser acolhedora no momento do contato com o eleitor. Quem é que não se sente bem com um bom atendimento? Isso tem uma importância fundamental e é claro que temos que buscar essa perfeição, porque não custa nada atender bem as pessoas".

A capacitação é dividida em quatro módulos:

Módulo I: "Inteligência Emocional" com foco no atendimento, tratamento e liderança;

Módulo II: Atendimento – Legislação;

Módulo III: Sistema ELO;

Módulo IV: Conservação do "kit" Biométrico.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114