» mais
Comentar           Imprimir
Geral
Quinta, 09 de novembro de 2017, 09h23

'Sarau de Segunda' resgata a cultura cuiabana e ajuda famílias em condições de vulnerabilidade


As tradicionais casas cuiabanas e suas peculiares decorações, com salas coloridas abrigando cadeiras de balanço, cristaleiras antigas e grandes mesas para refeições, espaçosos quintais com pés de bananeiras e seus cachos rodeados de bancos de madeira, serão reproduzidas no Palácio Paiaguás durante o primeiro “Sarau de Segunda”, que será realizado no dia 27 de novembro, a partir das 19h30. O evento beneficente terá como convite um ‘Vale Filtro de Barro com Velas’ que será doado para famílias da baixada cuiabana que vivem em situação de vulnerabilidade, sem acesso a água potável.

O Sarau terá o objetivo de resgatar a alegria, cultura, música, arte e gastronomia que estão fortemente presentes na cuiabania e ao mesmo tempo ajudar famílias que vivem em condições de risco social. O evento é parte de uma série de ações programadas em comemorarão aos 300 anos de Cuiabá, que será celebrado em 2019 e foi proposto pelo governador Pedro Taques, que é cuiabano e sugeriu o Sarau como forma de valorizar a cultura e tradições da capital mato-grossense.

A decoração das salas que serão montadas no Palácio Paiaguás para o evento contará com objetos centenários como a cristaleira do historiador Rubens de Mendonça e uma mesa que pertenceu a Marechal Rondon. Os ambientes ainda trarão objetos muito comuns a época, como potes e canecos de alumínio. Várias famílias cuiabanas estão ajudando na montagem, emprestando objetos e fotos antigas para reprodução de uma moradia típica cuiabana de décadas atrás.

Os participantes do Sarau serão recepcionados pelas comadres Pitú e Creonice, personagens que relatam os costumes cuiabanos com muito humor. Serão apresentadas músicas, danças, poesias, teatros, causos folclóricos e serestas retratando a cultura mato-grossense. Além da apresentação dos artistas, o evento também dá espaço a gastronomia mato-grossense, com comidas típicas como Maria Izabel, Paçoca de Pilão com bananinha, carne seca com banana verde, revirado de carne e escaldado. Os pratos serão doados por buffets e restaurantes da capital.

Lançamento

Na manhã desta quarta-feira (08.11), representantes do Núcleo de Ações Voluntárias do Governo (NAV) e da Comissão organizadora estiveram no Palácio Paiaguás para a cerimônia de lançamento do Sarau. A comissão organizadora é composta por aproximadamente 15 pessoas e faz parte do grupo ‘Cuiabá 300 anos’, formada por voluntários de diferentes grupos sociais, como artistas, decoradores e historiadores.

O ‘Sarau de Segunda’ será aberto ao público e quem quiser participar deverá adquirir o convite, no valor de R$ 100, verba que será usada para a compra dos filtros de barro. A venda do convite é de responsabilidade do Buffet Iracilda Botelho, que comprará os filtros e os doará ao NAV, que por sua vez entregará os objetos às famílias cadastradas em projetos voltados a pessoas que vivem abaixo da linha da pobreza. Quem quiser comprar o ingresso poderá entrar em contato com Iracilda pelo telefone 99981-6206 ou com a coordenadora do NAV, Cely Almeida, pelo número 99921-7734, que ajudará no direcionamento para aquisição do convite.

A comissão organizadora pretende realizar uma segunda edição do Sarau no quintal de dona Domingas, com apoio para a compra de remédios e ajuda financeira para exames e fisioterapia dos integrantes do Flor Ribeirinha que se envolveram em um acidente automobilístico recentemente. Além destas duas apresentações beneficentes, estão previstas mais 10 saraus culturais em 2018, em praças e pontos estratégicos de Cuiabá.

Sarau

A ideia da doação de filtros nasceu de visitas aos bairros da baixada cuiabana em que muitas famílias sem água tratada demostraram o desejo de um filtro de barro, afirmou Cely Almeida, coordenadora Executiva do NAV. “Desta forma resolvemos fazer esse Sarau, que já era um desejo do governador e da coordenadora de honra do NAV, Eda Taques, e toda a renda será revertida a aquisição de filtros que vamos levar para essas famílias. A solicitação que recebemos dá mais de 2 mil filtros mas no sarau estaremos recebendo aproximadamente 350 pessoas por limitações do espaço físico. Quem não puder comparecer na festa mas quiser doar os filtros de barro serão bem vindos”.

Uma das organizadoras do evento, Cibele Bussiki, explicou que serão montadas três instalações: as salas tradicionais, o quintal cuiabano e o local da grande seresta. “O quintal cuiabano, onde serão realizadas várias intervenções e degustação das comidas regionais, remeterá ao cheiro do pequi, da manga. Na seresta, que será realizada no Salão Nobre do Palácio, as pessoas terão oportunidade de ouvir uma boa música que remeterá aos anos 40, 50, 60. Tenho certeza que vai ser muito emocionante, as pessoas vão sair do Sarau com muitas saudades”.

“O quintal cuiabano nos remete a infância, a um saudosismo, a nossa gastronomia. As crianças foram criadas nos quintais subindo em mangueiras, cajueiros. Então queremos que o perfume destas frutas remeta as pessoas as casas que viviam na infância. Os saraus aconteciam no terreiro, toda casa tinha um poço, os cuiabanos sentavam embaixo da mangueira, naqueles bancos de madeira e ali faziam as rodas culturais. As apresentações não serão ensaiadas com cada hora um se apresentando, serão como se tivessem sentados em quintais, com as pessoas interagindo entre si. Vai ser um espetáculo de vivencia, de resgate para todas as pessoas que participarem desse e dos outros saraus que virão”, comemorou o cenógrafo e pesquisador da cultura mato-grossense Waldeck Curvo. 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você defende que a ferrovia passe por Cuiabá?

Sim, pois incrementará a economia.
Não, pois não temos produtos em volume necessários.
Indiferente
Outro problema como o VLT
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114