» mais
Comentar           Imprimir
Geral
Sexta, 02 de fevereiro de 2018, 11h52

Batalhão de Várzea Grande passa por troca de comando


.

Autoridades do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso e do município de Várzea Grande estiveram presentes na troca de comando do 2º Batalhão de Bombeiros Militar, que atente a cidade e municípios vizinhos. O 2º BBM foi comandado, de 2015 até esta quinta (01/02), pelo Major BM Danilo Cavalcante e passa ao comando do Major BM Mário Henrique Faro.

O Major BM Cavalcante, ao deixar o posto, agradeceu à tropa pelo serviço prestado nesse período, ressaltou o clima leve de convívio entre os militares, apesar dos desafios muitas vezes tão pesados do dia a dia. O Major BM Faro, que agora assume o comando do 2º BBM, ocupava a posição de chefe da Secretaria de Promoção do Setor de Gestão de Pessoas do CBMMT. Para ele “a experiência na administração no Comando Geral ajuda a compreender as necessidades da tropa em finanças e logística. É um desafio manter as realizações do Major Cavalcante e melhorar o que já funciona”.

O Comandante Geral Adjunto, Coronel BM César Viana de Brum, falou sobre os dados apresentados pela Diretoria Operacional do CBMMT, que demonstram um aumento significativo das ações da corporação. “As 5.647 ações a mais demonstram o aumento da capacidade de resposta do CBM, graças a um planejamento de gestão, e o maior envolvimento da instituição com outras demandas da sociedade além das ocorrências”, afirmou o Coronel.

O Major BM Faro é bacharel em Direito e possui a formação necessária para comandar o 2º maior batalhão do estado, com 112 militares. O batalhão ainda é responsável pela unidade presente no Aeroporto Marechal Rondon, item de segurança essencial para o seu funcionamento. Também funciona no 2º BBM o canil do Corpo de Bombeiros Militar que treina e aplica os cães em operações de busca e salvamento.

O Comandante Geral do CBMMT, Coronel BM Alessandro Borges, destacou que é salutar para a instituição e para as unidades a troca de comando. “Temos um período para executarmos a nossa atividade, esse prazo nos dá a noção de que não temos todo o tempo, nos dá urgência em realizar. Com planejamento e trabalho é possível elevar a tropa e finalizar a missão”, afirmou o comandante.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

A onda 'não eleja parentes' pode afetar Emanuelzinho Pinheiro?

Afeta pois o pai prefeito Emanuel foi flagrado no caso do paletó furado.
Não afeta e segue separado dos problemas do pai
Tanto faz, o povo não não leva a sério o voto.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114