» mais
Comentar           Imprimir
Geral
Quinta, 05 de abril de 2018, 14h42

Acadêmicos de direito da UFMT visitam TJ


Fernanda Souza
.

Dando sequencia as visitas do projeto “Nosso Judiciário”, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso recebeu os acadêmicos do curso de direito do primeiro, segundo e terceiro semestre da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), na última quarta-feira (04 de abril). Ao todo foram 25 alunos que participaram do tour para conhecer as instalações do TJ.

Durante o passeio os universitários conheceram um pouco da instituição, o seu funcionamento e puderam inclusive, assistir a uma sessão de julgamento, presidida pelo desembargador Juvenal Pereira da Silva. O passeio dos universitários se encerrou no Espaço Memória, onde puderam entrar em contato com a história da Justiça do Estado, contada a partir de fotos, obras de arte e documentos. Em seguida, eles foram recebidos pelo Coordenador da Central de Conciliação de Precatórios do TJ/MT, juiz Onivaldo Budny, que compartilhou um pouco de sua trajetória.

Ele contou aos estudantes como foi o inicio de sua carreira, os caminhos que trilhou até chegar a corte e aproveitou para incentivar os alunos. Para o juiz conhecer de perto a realidade do tribunal é uma oportunidade única e acentuou a importância do projeto, “É uma bela iniciativa, permitir o acesso desses estudantes para ver na prática um pouco da rotina do Judiciário e conhecer sua história. Quem sabe no futuro, serão eles que estarão aqui”.

Para a representante do Centro Acadêmico da UFMT, Rafaela Linetzky, a visita contribui para a formação acadêmica dos alunos. “Entendo que seja essencial a inserção dos calouros no contexto do mundo jurídico, esse é o primeiro contato e com isso muitos se inspirarão ".

Já a aluna Raiane Luiza, disse que esperava pela oportunidade de conhecer o TJ. “Na faculdade estudamos muito a teoria. E era essa experiência que eu queria ter, saber como funciona na prática o judiciário do Estado, e a visita me deu uma visão bem ampla. Aqui é o lugar que eu quero estar daqui alguns anos”.

De acordo com a aluna Cíntia Duarte, conhecer o TJ por meio do projeto Nosso Judiciário é de grande relevância, principalmente pelo fato da turma ser iniciante no curso de direito. "Isso nos anima e inspira a seguir a carreira, principalmente por que estamos começando e até agora só vimos a parte teórica do curso".

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

A onda 'não eleja parentes' pode afetar Emanuelzinho Pinheiro?

Afeta pois o pai prefeito Emanuel foi flagrado no caso do paletó furado.
Não afeta e segue separado dos problemas do pai
Tanto faz, o povo não não leva a sério o voto.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114