» mais
Comentar           Imprimir
Geral
Segunda, 09 de abril de 2018, 09h26

Finalizada convenção coletiva do comércio com avanços para empresários e colaboradores


Após intensa negociação entre os sindicatos do comércio e dos comerciários foi finalizada na última sexta-feira (06.04) a convenção coletiva que regulamenta o funcionamento das lojas nesse ano de 2018 em Cuiabá e Várzea Grande.

Entre as principais novidades do acordo estão a não obrigatoriedade de homologação no sindicato dos empregados, ficando de forma espontânea, ou seja, as empresas que desejarem poderão fazê-lo e o empregado que desejar também poderá fazê-lo; O Regime Especial de Piso Salarial (Repis) para as microempresas (ME) e as empresas de pequeno porte (EPP), onde ficou definido que quem ganha acima do piso o reajuste é de 2.5% sobre o salário de dezembro de 2017. Já o piso da categoria que representa mais de 50 mil empresas, entre Cuiabá e Várzea Grande, o valor acordado é de R$1.020 para todos os comerciários do setor; O Banco de horas anual, e abertura nos feriados. Além disso, também estará permitida a liberdade de assembleia nas empresas para filiação no sindicato; Flexibilidade nos horários de abertura do comércio; e Regra para o comércio de shopping.

De acordo com o presidente Sindicato do Comércio de Tecidos, Confecções e Armarinhos de Mato Grosso (SINCOTEC), Roberto Peron, outras cláusulas como a quebra de caixa, a questão dos horários, licença-maternidade e paternidade, 60% sobre a hora-extra, entre outros itens estão todos mantidos. "As mudanças foram apenas algumas as quais precisavam de um ajuste entre ambas as partes, lembrando que a convenção coletiva presta um trabalho relevante. Pois tudo que for acordado tem força de lei. Ou seja, a convenção tem que ter todo o cuidado para que não venha descumprir algo que não está dentro da legalidade e que não seja bom para ambas às partes", afirmou.

Para Peron ainda, o acordo firmado atenderá as necessidades tanto do empresário quanto do colaborador. "Eu acredito que dá forma que ficou e os avanços conquistados atenderá aos anseios de todos", salientou, agradecendo aos envolvidos nesse trabalho. "Muitas vezes não é fácil e os impasses surgem no meio desta negociação, mas o importante é chegarmos a um acordo que no final todos saiam ganhando. Agradecemos a todos pela compreensão e por acreditarem em nosso trabalho".

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

A onda 'não eleja parentes' pode afetar Emanuelzinho Pinheiro?

Afeta pois o pai prefeito Emanuel foi flagrado no caso do paletó furado.
Não afeta e segue separado dos problemas do pai
Tanto faz, o povo não não leva a sério o voto.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114