» mais
Comentar           Imprimir
Geral
Quarta, 11 de abril de 2018, 09h04

Setas entrega alimentos e vestuário à Pastoral do Imigrante


Jana Pessôa
.

O Governo do Estado de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas-MT), acompanha os 69 imigrantes venezuelanos acolhidos pela Pastoral do Imigrante, em Cuiabá, desde o dia 06 de abril. Na manhã desta terça-feira (10.04) a secretária da Setas, Monica Camolezi, esteve em reunião com a coordenadora da Casa do Migrante, Eliana Aparecida Vitalino, e visitou as instalações.

Durante a visita foram entregues 50 cestas básicas, 70 kits de calçados e vestuário para crianças e adultos. Para complementar a alimentação e o lanche das crianças a Setas entregou 20 caixas de leite com 12 unidades cada, quatro caixas de biscoitos e uma caixa de amido. No decorrer da semana serão entregues mais kits e produtos para alimentação.

Eliana expôs as principais necessidades e recebeu da secretária as orientações para proceder com os encaminhamentos junto ao Comitê de Acolhimento. “O acolhimento e o apoio dado pelo governo desde a chegada dos venezuelanos, bem como a formação do comitê foi muito importante”, afirmou. A coordenadora também apresentou a necessidade da presença de uma assistente social com conhecimento da lei de imigração e cozinheiras para apoiar o trabalho da pastoral.

A secretária enfatizou a importância de encaminhar as crianças e jovens para as creches e escolas, bem como os adultos para postos de trabalho. “Já conversei com algumas empresas, principalmente da rede hoteleira que podem absorver essa mão de obra. A maioria dos imigrantes tem o nível médio completo e alguns até formação universitária”, disse.

Monica explica que o período de adaptação dos venezuelanos é 45 dias nas dependências da Casa do Migrante, a partir deste período é importante que eles já tenham um trabalho para a manutenção da família.

Na pastoral eles já passaram por triagem para a retirada da documentação, três mulheres grávidas já estão recebendo o atendimento médico adequado, as crianças serão encaminhadas para creches e os adolescentes para as escolas. Os adultos estão fazendo a documentação necessária para busca de postos de trabalhos.

 

Apoio do Estado

O processo de interiorização dos venezuelanos foi uma estratégia adotada pelo Governo Federal, com apoio técnico de agências das Nações Unidas (ACNUR e OIM) e do Governo do Estado, para proporcionar melhores condições aos imigrantes que querem viver e trabalhar no Brasil.

Todos os venezuelanos passaram por regularização migratória junto à Polícia Federal, seja por meio de solicitação de refúgio ou de residência temporária. Eles foram devidamente imunizados em relação a doenças como sarampo, caxumba, rubéola, febre amarela, difteria, tétano e coqueluche.

Para dar suporte foi criado o Comitê de Acolhimento que é composto por representantes da Casa Civil do Governo Federal, Ministério do Desenvolvimento Social, Força Aérea Brasileira (FAB), ONU, Governo do Estado de Mato Grosso, por meio da Setas, Prefeitura de Cuiabá e a Pastoral do Imigrante.

 


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Sobre taxação do agronegócio em MT, o que você sugere?

Não deve ser taxado e fica como está.
Muda o discurso e industrialize
Apenas fogo de palha. Logo se acertam.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 98431-3114