» mais
Comentar           Imprimir
Geral
Quarta, 16 de maio de 2018, 09h22

Sejudh contrata instituto que realizará concurso público


.

A Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) assinou na tarde desta terça-feira (15.05) contrato com o Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (Ibade) para a elaboração e aplicação do concurso público do Sistema Socioeducativo.

O concurso será para cadastro de reserva referente aos cargos de agente de segurança do socioeducativo, assistente administrativo e técnico de saúde bucal. Os profissionais atuarão nos polos de Cuiabá, Sinop, Lucas do Rio Verde, Barra do Garças e Cáceres.

Para o secretário da Sejudh, Fausto Freitas, esse é mais um compromisso do governador Pedro Taques que está sendo honrado com a pasta. “Apesar de o Estado passar por um período de controle das despesas, o governador autorizou em 2017 a realização do concurso devido à urgência do Sistema Socioeducativo e hoje demos o primeiro passo para isso ocorrer”, lembra Fausto.

O Ibade, que é especializado em realização de concursos públicos, foi contratado por dispensa de licitação, conforme o Termo de Ratificação n° 004/2018 publicado no Diário Oficial do dia 09.05, por apresentar a melhor proposta. O próximo passo da empresa será a elaboração do edital do certame, para posterior publicação com cronograma.

“Vamos entregar ainda nesta semana o cronograma do concurso para a secretaria. Nossa intenção é realizar a prova na segunda quinzena de julho, para isso vamos cumprir todos os trâmites necessários”, informa o presidente do Ibade, Silvio Eduardo Lutz.

A realização do concurso será acompanhada pela Comissão Especial de Concurso Público, instituída pela Portaria 029/2017 e formada por servidores da Sejudh, da Secretaria de Estado de Gestão (Seges) e membros do Sindicato da Carreira dos Profissionais do Sistema Socioeducativo do Estado de Mato Grosso.


Comentar           Imprimir


Busca



Enquete

Você concorda com uma candidatura do vice Niuan a deputado estadual?

Não - pois se Emanuel for cassado Cuiabá ficará sem prefeito.
Sim - pois é direito dele como político.
Tanto faz, Mauro Mendes também não teve vice.
  Resultado
Facebook Twitter Google+ RSS
Logo_azado

Plantão News.com.br - 2009 Todos os Direitos Reservados

email:redacao@plantaonews.com.br / Fone: (65) 8431-3114